Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Dezembro 2016
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1226 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Marcos T

Os nossos membros postaram um total de 1695 mensagens em 551 assuntos

A História do Deus Cristo da Bíblia é a mais Descabida e Mentirosa que já se viu Nesta Terra.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A História do Deus Cristo da Bíblia é a mais Descabida e Mentirosa que já se viu Nesta Terra.

Mensagem por Gideão da CCB Livre em Dom Jan 10, 2016 9:37 am



A História do Deus Cristo da Bíblia é a mais Descabida e Mentirosa que já se viu Nesta Terra; Ela nos Revela um Deus Burro, ignorante, Idiota e sem Noção do que Faz.

Vejam o por que, um Deus que cria um outro Deus igual a Ele para lhe servir e adorar, só que, este segundo Deus criado chamado de Homem, que foi criado por este Deus semelhante ao Homem, não quer que o Homem adore outro Homem.

Assim disse o Senhor Deus Yahweh: - Agora vamos fazer os seres humanos, que serão como nós (Deuses), que se parecerão conosco (então este Deus é humano). Eles terão poder sobre os peixes, sobre as aves, sobre os animais domésticos e selvagens e sobre os animais que se arrastam pelo chão.

Assim o Deus Yahweh criou os seres humanos; ele os criou parecidos com Deus. Ele os criou homem e mulher. Se o homem é parecido com este seu criador, então este criador é humano também; pois prometeu enviar um de seus Filhos Primogênito e quem foi que veio? Um Homem- humanoide como nós!

A Primeira ordem que o homem criado recebeu deste seu criador, foi para todos os seres humanos servirem e adorarem somente a este seu "Criador Humanoide";


Ficou proibindo terminantemente ao ser humano adorar qualquer outro Deus, de semelhança humana e nos envia Um Homem- humanoide como nós para ser cultuado, louvado a adorado.

O Deus Yahweh falou, e foi isto o que ele disse: - Meu povo, eu, o Senhor Deus Yahweh, sou o seu Deus. Eu o tirei do Egito, da terra onde você era escravo. - Não adore outros deuses; adore somente a mim.

- Não faça imagens de nenhuma coisa que há lá em cima no céu, ou aqui embaixo na terra, ou nas águas debaixo da terra.



Vai vendo a burrice deste Ser, proíbe servir e adorar um ser humano e envia um ser humano como salvador e Deus; existe burrice maior do que esta? Impossível!

Se aos olhos deste criador, servir e adorar outro ser humano é idolatria e a idolatria para este criador é abominação aos seus olhos, portanto imperdoável; como é que ele nos enviar um ser humano semelhante a nós? Tá tudo errado!


Este salvador veio para nos salvar de todas as palavras de maldição que este criador falou e de todas as tiranias que este criador criou para punir os humanos que não lhe adorar- portanto salvar de si mesmo!

Assim fica provado que este ser chamado de criador, é o ser mais burro, ignorante, idiota e sem noção do fala e faz que já se ouviu nesta terra, se ele existisse é claro.


O que se ver nesta história do Deus Cristo da bíblia, é um Deus fabricado por seres humanos sem noção do que fala.

Gideão da CCB Livre

Mensagens : 46
Reputação : 10
Data de inscrição : 05/04/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A História do Deus Cristo da Bíblia é a mais Descabida e Mentirosa que já se viu Nesta Terra.

Mensagem por Mariana Amaral Oliveira em Qua Jan 13, 2016 10:31 am


Um Escritor Chamado Alfredo Bernacchi Escreveu um Tópico Num Site Cristão Denominado: A História de Jesus Cristo em Roma.


Estou pesquisando para um novo livro.

Pesquisando história sobre a vida em Roma, no primeiro e segundo séculos, encontrei menção a "Cristãos" desde o início, mas seguramente referia-se aos cristãos seguidores do mito Chrestus, arruaceiros politizados que acabaram sendo expulsos em 70.

O termo Cristo era muito comum na época pois seria o que hoje chamamos de ungido e não configura referência a nenhum Jesus.

40 autores, escritores, poetas, pessoas engajadas na vida Romana e Hebraica na mesma época até o fim do Século II, não mencionaram Jesus Cristo uma única vez.

Salvo textos de apologistas cristãos, que pra mim são suspeitos.

Encontrei a primeira referência a Yeshua e não a Jesus (sem o cristo) em 144, por Marcion (ou Marcião) que era um religioso cristão, dissidente do Cristianismo de Paulo.

Ainda depois dele, muitos escritores em Roma, não citaram Jesus Cristo. Teria esse texto sido falsificado também pelos Católicos, substituindo Cristo por Jesus?

Gostaria que me informassem, segundo a História (só serve se for um fato histórico) uma referência anterior a essa com o nome Jesus, ou Jesus Cristo, pois me consta que esse Messias foi criado no Concílio de Nicéia em 325, época do Imperador Constantino. (a informação pode estar errada)

Muitos cristãos usam estes relatos adulterado pelo o Clero Romano como a verdade absoluta; mas os cristãos desconhecem os fatos históricos, pois nenhum escritor daquela época poderia escrever este nome Jesus.

Os relatos falam de um tal Yeshua irmão de Yacov e não Jesus irmão de Tiago.

Cornélio Tácito, respeitado historiador romano do primeiro século, escreveu: “O nome [cristão] deriva-se de Cristo, a quem o procurador Pôncio Pilatos executou no reinado de Tibério.” Suetônio e Plínio, o Jovem, outros escritores romanos daquela época, também se referiram a Cristo. Além disso, Flávio Josefo, historiador judeu do primeiro século, escreveu sobre Tiago, a quem identificou como “o irmão de Jesus, que era chamado Cristo”.

A prerrogativa parece boa, mas a verdade é bem diferente. Existe entre os documentos que referem-se a Cristo nessa época, uma infinidade de inserções e falsificações que desacreditaram a maioria deles.

Há também a proposital confusão entre Chrestus - O mestre da Justiça, e Christós de um tal judeu chamado Yeshua e não Jesus Cristo, porque em Hebreu, de onde vem os relatos originais escrevia-se KHRSTS para ambos (hebreu não usa vogais).

O original da obra judaica de Josefo foi destruído e o que se tem como documento, é uma cópia manuscrita, feita pelos Católicos.

Nenhum valor histórico tem.
Suetônio mencionou literalmente Chrestus, não Cristo.

Plínio teve inserção no texto que referia-se a Cristãos "que eles tinham como Deus" , porque este tal Cristo e não Jesus, foi "elevado" à categoria de Deus no concílio de Niceia em 325.

PS: o que se tem como registro histórico, é que, quem foi exaltado a Deus no Concílio de Niceia foi apenas o título "Cristo", não tem nenhum registro sobre o nome Jesus Romano ou o Yeshua Judeu.


Este título Cristo dá margem para interpretação, na luz da verdade, quando se fala Cristo, pode ser um Imperador, um Papa, qualquer um, menos o Jesus do cristianismo. 

No Século I ninguém sequer o conhecia, muito menos na condição de deus.

Tácito escreveu os "Anais" entre os anos 100 e 117, onde relatou a história dos imperadores romanos desde Tibério até a morte de Nero.

Nunca citou Jesus, nem soube se ele caminhou sobre as águas, sobre sua crucificação, seu julgamento, morte, ressurreição, sumiço. Nada!

A semelhança do que fizeram no livro de Flávio Josefo, falsificaram dois pequenos parágrafos e sumiram com o original.

Por isso eu estou procurando por uma referência a "Jesus Cristo", os dois nome juntos, que caracterizam melhor uma pessoa.

Alfredo, tem um montão por aí. Alfredo Bernacchi me identifica. É isso.

Mariana Amaral Oliveira

Mensagens : 25
Reputação : 10
Data de inscrição : 05/08/2012
Idade : 59
Localização : Catanduva SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A História do Deus Cristo da Bíblia é a mais Descabida e Mentirosa que já se viu Nesta Terra.

Mensagem por Mariana Amaral Oliveira em Qua Jan 13, 2016 10:55 am

A Prova Mais Clara do Falso Jesus Cristo, é este Documento fraudado pelo o Clero Romano.

"A SENTENÇA DE CRISTO"

Cópia autêntica da Peça do Processo de Cristo (vejam aqui é somente o Título "Cristo" e não Jesus), existente no Museu da Espanha.

No ano dezenove de TIBÉRIO CÉSAR, Imperador Romano de todo o mundo, Monarca invencível na Olimpíada cento e vinte e um, e Elíada vinte e quatro, da criação do mundo, segundo o número e cômputo dos Hebreus.

Quatro vezes mil cento e oitenta e sete, do progênio do Romano Império, no ano setenta e três, e na libertação do cativeiro da Babilônia, no ano mil duzentos e sete.

Sendo governador da Judéia QUINTO SÉRGIO, sob o regimento e governador da cidade de Jerusalém, Presidente Gratíssimo, PÔNCIO PILATOS; regente na Baixa Galiléia, HERODES ANTIPAS; pontífice do sumo sacerdote, CAIFÁS; magnos do Templo, ALIS ALMAEL, ROBAS ACASEL, FRANCHINO CEUTAURO; cônsules romanos da cidade de Jerusalém, QUINTO CORNÉLIO SUBLIME E SIXTO RUSTO, no mês de março e dia XXV do ano presente - EU, PÔNCIO PILATOS, aqui Presidente do Império Romano, dentro do Palácio e arquiresidência, julgo, condeno e sentencio à morte, Yeshua e jamais Jesus chamado pela plebe - CRISTO NAZARENO - e galileu de nação, homem sedicioso, contra a Lei Mosaica - contrário ao grande Imperador TIBÉRIO CÉSAR.

Determino e ordeno por esta, que se lhe dê morte na cruz, sendo pregado com cravos como todos os réus, porque congregando e ajustando homens, ricos e pobres, não tem cessado de promover tumultos por toda a Judéia, dizendo-se filho de DEUS e REI de ISRAEL, ameaçando com a ruína de Jerusalém e do sacro Templo, negando o tributo a César, tendo ainda o atrevimento de entrar com ramos e em triunfo, com grande parte da plebe, dentro da cidade de Jerusalém.

Que seja ligado e açoitado, e que seja vestido de púrpura e coroado de alguns espinhos, com a própria cruz aos ombros para que sirva de exemplo a todos os malfeitores , e que, juntamente com ele, sejam conduzidos dois ladrões homicidas; saindo logo pela porta sagrada, hoje ANTONIANA, e que se conduza YESHUA ao monte público da Justiça, chamado CALVÁRIO, onde, crucificado e morto ficará seu corpo na cruz, como espetáculo para todos os malfeitores, e que sobre a cruz se ponha, em diversas línguas, este título:

YESHUA NAZARENUS, REX JUDEORUM. Mando, também, que nenhuma pessoa de qualquer estado ou condição se atreva, temerariamente, a impedir a Justiça por mim mandada, administrada e executada com todo o rigor, segundo os Decretos e Leis Romanas, sob as penas de rebelião contra o Imperador Romano.

Testemunhas da nossa sentença: Pelas doze tribos de Israel: RABAIM DANIEL, RABAM JOAQUIM BANICAR, BAN BASU, LARÉ PETUCULANI.

Pelos fariseus: BULLIENIEL, SIMEÃO, RANOL, BABBINE, MANDOANI, BANCURFOSSI. Pelos hebreus: MATUMBERTO.

Pelo Império Romano e pelo Presidente de Roma: LUCIO SEXTILO e AMACIO CHILICIO.

A Princípio o texto foi falsificado, trocaram os nomes originais e adicionaram sentenças que nunca poderia ser executado em um Judeu livre como era o tal Yeshua; a cruz era sentença somente para escravos rebeldes na época.


1º Tenho em conta que esse documento é falso, mas vou arregimentar as provas disso e vou colar aqui.
2º É tão falso que cita a data de ano 19 de Tibério. Meu amigo isso é do calendário cristão!!!!

Ano dezenove do ano cristão!!! Como é que pode se o calendário romano só foi mudado no ano 600 pelo cardeal Dionísio!!! O espírito do Lúcio Sextiplo viajou ao ano 600 e depois voltou lá E ESCREVEU ISSO???

Esse documento, se tivesse validade deveria escrever o ano ROMANO (753 + 19 = 762), não ano 19 do calendário cristão!

Vê? Não precisei ir muito longe...
Vocês acreditam em qualquer coisa que lhes mostram, sem conferir a veracidade.

Deviam saber que a Igreja Católica era useira de falsificar tudo. Você devia saber disso e desconfiar. É assim que eu faço.

OUTRO:

1. 1. Julgamento noturno, contrário às leis
hebraicas e romanas e não dando ao processo a
devida publicidade;

2. 2. Conflito de jurisdição: Quatro (4) juízes no
mesmo processo;

3. 3. Falta de autoridade de Anás para interrogar
o réu, fora do Sinédrio;

4. 4. Herodes não teria jurisdição sobre aquele
julgamento em Jerusalém, mas sim na Galiléia;

5. 5. Testemunhas falsas, aliciadas pelos juízes.

Vejam o que falou o Site: Comunidade Kyrios
REVISTACATÓLICA.COM

Este documento a seguir se trata de uma cópia autêntica da peça do processo de Cristo, existente no Museu da Espanha:

“No ano dezenove de TIBÉRIO CÉSAR, Imperador Rom.........etc

Tratam-se de peças apócrifas, ou seja, não consideradas inspiradas divinamente, contudo, são documentos contemporâneos às épocas contextualizadas. Entretanto, a autoria dos mesmos não está cientificamente comprovada.


Qual sua opinião? Podemos deduzir, através da primeira peça, a personalidade de Jesus? De modo algum, jamais um documento tão espúrio como este, pode ser citado como uma prova real da existência deste falso Jesus.

Fonte de Pesquisa: Curso de Cristologia ,D. Estevão Tavares Bettencourt, Escola Mater Ecclesiae.

Mariana Amaral Oliveira

Mensagens : 25
Reputação : 10
Data de inscrição : 05/08/2012
Idade : 59
Localização : Catanduva SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A História do Deus Cristo da Bíblia é a mais Descabida e Mentirosa que já se viu Nesta Terra.

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:11 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum