Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Outubro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1265 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Isaías Oliveira

Os nossos membros postaram um total de 1749 mensagens em 570 assuntos
Anuncios

    Não há anúncios disponíveis.


    A CCB Congregação Cristã no Brasil e a Homossexualidade Feminina e Masculina.

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

    A CCB Congregação Cristã no Brasil e a Homossexualidade Feminina e Masculina.

    Mensagem por Gideão da CCB Livre em Qui Ago 27, 2015 11:29 am



    São muitos os jovens homossexuais que frequentam a Congregação Cristã no Brasil. Grande parte tem bom testemunho(1), participa dos cultos, das reuniões de jovens e menores, das reuniões de mocidade e de grupos de visita.

    Muitos são músicos, auxiliares de jovens e menores e a grande maioria são filhos de pais crentes. Mas o que todos têm em comum, além da orientação sexual?

    A lista pode ser extensa: frustração, conflitos, sentimentos de culpa, pecado, abominação etc. E a igreja, o que faz neste caso? Como trata esta questão entre a mocidade? Este é um assunto delicado.

    Dentre os Pontos de Doutrina da CCB (2), o primeiro diz o seguinte:
    Nós cremos na inteira Bíblia e aceitamo-la como contendo a Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. A Palavra de Deus é única e perfeita guia da nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d'Ela diminuir. É, também, o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. (II Pedro, 1:21; II Timóteo, 3:16, 17; Romanos, 1:16).

    A bíblia que a CCB adota é originada de uma tradução e versão do padre João Ferreira de Almeida (conforme Tópicos de Ensinamentos da Assembleia(3) ocorrida de 17 a 20 de abril de 1962 na congregação do Brás).

    Vejamos alguns trechos da bíblia (na versão de Almeida) que servem de argumentos para condenar a homossexualidade e que frequentemente são utilizados por muitos cristãos com este intuito:

    Com varão não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é.
    [Levítico 18:22]


    Quando também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue é sobre eles.
    [Levítico 20:13]


    Pelo que Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.
    [Aos Romanos 1:26-27]


    Não erreis; nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.


    O ministério da CCB (especialmente anciães e cooperadores) ao abordar o tema, utiliza argumentos falhos. O preconceito existe, porém muitas das vezes, aparece de um modo disfarçado.

    Não se faz uma análise contextual e histórica dos fatos. Ao contrário, prefere-se uma análise pontual e isolada, com o objetivo claro de justificar a posição da igreja - posição esta, de exclusão. Seria intencional ou ignorância? Não sei.

    O fato é que qualquer tentativa que se faça no sentido de questionar a análise isolada ou até mesmo de apresentar possíveis problemas de traduções da bíblia, seria visto como uma distorção da Palavra de Deus (repare que o ponto de doutrina apresentado acima não permite tais possibilidades).

    A "verdadeira" bíblia ou a "Palavra de Deus", na visão da CCB, é esta da tradução de Almeida. A análise da sociedade à época dos escritos, o papel do escritor em tal sociedade e até questionamentos básicos são ignorados.

    E assim, faz-se uma análise equivocada do tema homossexualidade, onde se utiliza a bíblia para atacar e ameaçar muitos jovens que são homossexuais, imputando-os o pecado.

    O vídeo/áudio abaixo, postado no YouTube por BrandonCCB, com conselhos de um ancião, aos jovens em uma Reunião de Mocidade, mostra um pouco como o tema é abordado.

    Tenho amigos gays na CCB, que são jovens batizados e pessoas íntegras. Alguns deles são auxiliares de jovens e menores. Sempre que algum jovem assume sua homossexualidade, a maioria das pessoas acredita que o jovem transformará radicalmente sua vida, tornando-se depravado, e que farão sexo em banheiros públicos, mudarão totalmente o modo de se vestir, entre outros. Não que isto não possa ocorrer! Pode sim.

    Mas não é regra. Na maioria dos casos que conheço, percebo que os jovens continuam íntegros e reunindo forças para enfrentar o preconceito na própria família e na igreja.

    Muitos pais acreditam, e temem, que seu filho se transformará em uma outra pessoa, totalmente diferente, após "saírem do armário"(4). Ignoram todas as demais qualidades positivas do filho e focam toda suas forças na luta contra a homossexualidade.

    O que me chama a atenção em alguns amigos é que, apesar de viverem em constantes conflitos, discriminados pela igreja e até pela própria família, alguns se sentindo culpados e tendo constantemente que passar por situações constrangedoras como ter que se esquivar de perguntas do tipo "por que não casou ainda?"

    Estão firmes com o propósito de seguir congregando e, sempre ouço deles: "Deus não me condena, já busquei a Palavra(5), orei e Ele sempre diz que conhece meu coração". Infelizmente, muitos anciães e cooperadores não enxergam o que tais jovens têm de bom, o quanto são pessoas que batalham na vida...

    Basta um boato sobre algum jovem ser gay para que o mesmo seja discriminado, deixado de lado, passando a ser visto com desconfiança. As "boas obras" são todas descartadas!

    Já outros, sentindo-se culpados, não entendem por que sentem atração por pessoas do mesmo sexo, acreditam que é abominação diante de Deus e que nunca serão perdoados por serem assim - mesmo não tendo escolhido esta vida, sentem-se culpados por algo que lhes fogem da simples "escolha".

    A pressão é tão grande na família e na igreja que alguns até pensam em suicídio como forma de resolverem o "problema".

    Basta alguns cliques no Google para encontrar jovens da CCB buscando algo que os conforte ou outros iguais a eles, na tentativa de compreender um pouco como lidar com o fato de serem gays diante da igreja, da família e até de si mesmos. Muitas vezes tais jovens são ultrajados, atacados e expostos a situações constrangedoras.
    
    Na época em que eu estudava, havia um grupo formado por alunos crentes da CCB nos mais diversos cursos da universidade. Tínhamos um grupo virtual pelo qual combinávamos de congregar (quase sempre no Jardim Paulista na capital de São Paulo), sair para comer, participar de festinhas na casa de alguém do grupo e também combinávamos de tocar juntos - quase todos eram músicos ou organistas.

    Também discutíamos assuntos polêmicos e condenatórios por parte da CCB. Certa vez, um rapaz do grupo resolveu não esconder mais sua orientação sexual. Eu, particularmente, considerei o ato como corajoso e fiquei muito feliz por ele não ter que representar algo falso, ser quem não é.

    Infelizmente, o preconceito foi tão grande por parte da igreja, que ele acabou deixando de congregar, apesar de gostar muito. O tempo passou e percebi que ele se afastou também de nós. Questionei a alguns o por quê de ele ter se ausentado e o que ouvi foi que ele se sentia envergonhado.

    Talvez não estivesse preparado para enfrentar as coisas e por isso preferiu se afastar. Não julgar é o mínimo que o pessoal da CCB deveria fazer. Mas isto parece ser tão difícil... Jesus recomendou que não julgássemos para que não fôssemos julgados também.

    Enfim, ser gay e estar na Congregação ou em qualquer outra igreja evangélica, não é fácil. Ainda mais quando toda a família é crente. Cada um tem o seu tempo de aceitação e assimilação.

    O tempo de revelar a orientação sexual é muito relativo e, se a pessoa não acreditar que pode ser feliz do jeito que é, as coisas ficam ainda mais difíceis. Procurar ajuda profissional, de um psicólogo ou analista por exemplo, pode ser um bom começo. Conversando, a vida fica mais leve.

    Notas:


    • (1) Dar bom testemunho é um termo empregado na CCB que significa se comportar na forma e visão da igreja quanto ao linguajar e aos usos e costumes, bem como ter a prudência como qualidade.



    • (2) São doze os pontos de doutrina da CCB e estão divulgados no hinário (livro de cânticos). Após os batismos, os anciães fazem a leitura de algum deles e pedem a observância de todos.



    • (3) A Assembleia Geral Ministerial é realizada anualmente no mês de abril na sede da igreja, situada no bairro do Brás na capital de São Paulo. Participam da assembleia os anciães e diáconos, já os cooperadores participam de Reuniões nas sedes regionais para o conhecimento dos tais tópicos de ensinamentos apresentados na Assembleia. Nestas reuniões são abordados temas de cunho espiritual e administrativo da igreja, ou seja, são diretrizes que os membros da igreja deverão seguir.



    • (4) Sair do armário é uma expressão que descreve o anúncio público pela própria pessoa de sua orientação sexual ou identidade do gênero - lésbica, gay, transgênero etc. Muitas vezes é um termo empregado no humor.



    • (5) Buscar a Palavra é um termo utilizado pelos membros da CCB e significa buscar e receber  alguma orientação espiritual ou até material após a leitura do texto bíblico no culto. É o momento da pregação ou exortação da Palavra - leitura do texto bíblico.
    avatar
    Gideão da CCB Livre

    Mensagens : 68
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 05/04/2015

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: A CCB Congregação Cristã no Brasil e a Homossexualidade Feminina e Masculina.

    Mensagem por Gideão da CCB Livre em Qui Ago 27, 2015 12:02 pm



    Nobres irmãos e amigos a paz esteja com todos, estive vendo vídeos, lendo blogs e sites que expressam o sofrimento desta classe tão discriminada, que são os homossexuais.

    Fonte:  http://claedu.blogspot.com.br/2012/08/a-congregacao-crista-no-brasil-e.html

    Achei por bem, postar um tópico, que ficou laite e com algumas afirmações vivida dentro da CCB (Congregação Cristã no Brasil), a qual eu não posso compactuar com o que o Ministério faz, fez e estão fazendo com estes seres humanos que tem direito de viver também.

    A meu ver, o Ministério deveria ser mais coerente, falar a verdade a esta classe de pessoas (embora para falar com um gay ou uma lésbica teria que ser em particular, no quartinho, pois se for falar ao vivo, não vai ficar nenhum crente na igreja);

    Dando passe livre para aquela pessoa ir viver a sua vida do jeito que a Mãe Natureza o trouxe ao mundo!
    Dizer a eles que o que está escrito na bíblia são invenções de velhos rabinos pedófilos piores do que eles e que não existe condenação nenhuma para eles.

    Pois sabido é, que, muitos seres humanos nasceram com dois órgãos genitais e a culpa não é dos pais e nem da igreja e nem do sujeito em si.

    Se existe um Deus neste planeta que tenha nos criado, a culpa, o único culpado de tudo isto é Deus por ter criado um mundo imperfeito, cheio de erros e maldades.

    A estes caros irmãos e irmãs, que estão sofrendo humilhações, reprimidos e fazendo papel de hipócritas, desfilando uma pessoa que ele não gosta e nem podem ser;

    Saiam destas arapucas chamada de igrejas, queimem as vossas bíblias e mandem o Deus Cristo da bíblia para o inferno que ele veio nos dá!

    Conselho: ao Gay e à Lésbica em geral, não sofram mais por causa do conteúdo desta Bíblia ou de qualquer Religião, pois tudo é obra humana, vão viver as suas vidas livre desta escravidão religiosa.

    Com uma única certeza em vossas mentes: se existe um culpado nesta História de vocês, que mereça ser punido com fogo eterno, é o Deus Cristo da bíblia por ter criado um mundo imperfeito, cheio de erros e de maldades.
    avatar
    Gideão da CCB Livre

    Mensagens : 68
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 05/04/2015

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: A CCB Congregação Cristã no Brasil e a Homossexualidade Feminina e Masculina.

    Mensagem por Mariana Amaral Oliveira em Seg Ago 28, 2017 11:04 pm


    Vejam aqui um lindo casal que nenhuma sociedade o condenaria se fosse um destes casais que vou relatar abaixo, bem esclarecido, não estou afirmando que eles sejam esse tipo de casal.

    CONSELHO FRATERNO E MATERNO!

    Ao moço que nasceu num corpo deformado, tendo sua orientação sexual dupla (tendo dois órgão sexual deformado um pênis mocho e uma vagina sem canal ou com canal vaginal irregular);

    Aquele que nasceu num corpo errado, sua mente é feminina, se porta como mulher, ama ser mulher, brinca com boneca, tem um pênis deformado que não tem ereção nenhuma;

    Que a única forma de se satisfazer sexualmente é se assumindo gay, mas para isto acontecer, existe a família cristã, a sociedade que ele participa o incrimina se ele sair do armário.

    Não sofra mais, pois existe uma solução para o teu caso e é uma ótima saída, por que não dizer uma bênção divina!

    Veja bem, existe na terra uma classe de pessoa que foi criada para te salvar deste teu sofrimento diante de qualquer sociedade, que são as conhecida tradicionalmente de "Travesti ou Sapatonas".

    Elas são homens em corpos de mulheres ou seja, elas não tem vaginas e sim pênis, mas o corpo dela por fora é de uma linda mulher.

    A este Moço não precisa se transformar num gay tradicionalmente conhecida por "bicha", se ele frequenta a igreja como a citada acima CCB, basta ele conservar o seu corpo como um lindo homem, veja a foto acima da TV Globo.

    Músico ou do ministério de diácono, de cooperador, basta se casar com uma destas "Sapatonas" e se comportarem como um casal hétero, assim vocês estão dentro da proteção divina e a liberdade da sociedade.

    Assim sendo, o que acontecer dentro do vosso lar, não diz respeito a ninguém, somente a vocês dois e ao Criador que conhece as vossas vidas.

    Ah! Mas nós não vamos ter filhos! Podemos adotar um, dois ou três? Sim! Essa é a forma mais linda de vocês dedicarem o amor que a vida lhes negou de serem pais, de expressar esse amor a uma criança adotada.

    Quanto ao conteúdo bíblia, não se preocupe mais, pois o seu pecado só é concretizado depois da sua transformação; o moço que tem um corpo masculino lindo e transformar ele numa bicha cheio de silicone e hormônios.

    E a Travesti ou Sapatona que se envolver com uma mulher!

    Perante os olhos da sociedade cristã ela está pecando, pois já deram a elas um título de lésbica.
    Essa ação é reprovada pela palavra e pela a sociedade.

    Mas se este Moço conservar o seu corpo, no seu armário e não revelar a ninguém, ele pode sim ter uma vida feliz, constituir uma família adotiva ao lado de uma mulher Travesti ou Sapatona que em vez de ter uma vagina tem um pênis para satisfazer a esse Moço que não é moço.
    avatar
    Mariana Amaral Oliveira

    Mensagens : 32
    Reputação : 10
    Data de inscrição : 05/08/2012
    Idade : 60
    Localização : Catanduva SP

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: A CCB Congregação Cristã no Brasil e a Homossexualidade Feminina e Masculina.

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Conteúdo patrocinado


    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

    - Tópicos similares

     
    Permissão deste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos neste fórum