Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Agosto 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1257 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de sendovisto

Os nossos membros postaram um total de 1743 mensagens em 566 assuntos
Anuncios

    Não há anúncios disponíveis.


    Tópicos de Ensinamentos da 78ª Assembléia – 2013!

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

    Tópicos de Ensinamentos da 78ª Assembléia – 2013!

    Mensagem por Fco Oliveira em Ter Maio 07, 2013 3:27 pm



    78ª ASSEMBLÉIA – 2013 – RESUMO DE ENSINAMENTOS
    SÃO PAULO – 26 A 30 DE MARÇO DE 2013



    * 1. LEITURAS PERNICIOSAS
    É sabido que nos dias atuais existem livros de caráter perverso os
    quais despertam em seus leitores a prática imoral. Há no mundo uma forte
    tendência para a leitura desses livros cuja prática estende-se não
    somente à mocidade como também aos demais adultos. Exortamos a cara
    irmandade a que se abstenham dessas leituras que são perniciosas as
    quais corrompem os bons costumes alcançados pela sã doutrina da Palavra
    de Deus.

    * 2. ANIVERSÁRIOS E FESTAS – MÚSICAS PROFANAS E FANTASIAS.
    No mundo é moda atual haver festas onde as pessoas se fantasiam e, ao
    som de músicas profanas e até imorais, com o consumo de bebidas
    alcoólicas, adentram-se até à madrugada. Exortamos à nossa mocidade, com
    também à toda irmandade, a não frequentarem essas festas, que não são
    convenientes ao povo de Deus.

    * 3. COMUNICAÇÃO VIA “E-MAIL” E CELULARES (MENSAGENS E TORPEDOS).
    Tem havido, entre a irmandade, comunicações feitas através de
    e-mails, mensagens por celulares e torpedos que, alguns necessitados,
    não tendo paciência e fé para esperar no Senhor, se valem desses
    recursos. Lembramos à irmandade que somos ensinados a confiar e esperar
    no Senhor, pois só d’Ele virá o socorro às nossas necessidades.

    * 4. NAMORO E CASAMENTO ATRAVÉS DA INTERNET.
    Tem se observado que persiste a prática de relacionamento via
    internet. Essa prática tem trazido sérios problemas para muitas famílias
    onde pessoas se conheceram por este meio, namoraram e casaram-se, porém
    não foram felizes, e isso ocorreu por falta de conhecimento das suas
    verdadeiras origens, as quais, pessoas mal intencionadas usaram essa
    prática provocando a infelicidade matrimonial. Em se tratando de
    casamento, é necessário conhecer a pessoa quanto à sua vida passada, seu
    caráter e testemunho, antes de assumir o compromisso de um possível
    matrimônio. O ministério exorta a irmandade e a mocidade a evitar essa
    prática.

    * 5. COMEMORAÇÃO DO NATAL
    Não comemoramos o natal. Não deve ser guardado porque ninguém sabe o
    dia do nascimento do Senhor Jesus, pois Ele não permitiu que ficasse
    escrito para que ninguém guarde o dia do seu nascimento.
    * 6. UNÇÃO NÃO SUBSTITUI O BATISMO
    A unção não substitui o batismo. Disse o Senhor Jesus: “Quem crer e
    for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado”.
    Ungir
    estranhos na fé depende de o servo sentir de fazê-lo. Exortamos a
    irmandade a não oferecer a unção à estranhos à nossa fé.

    * 7. SONHOS – VISÕES – REVELAÇÕES
    Nos testemunhos não se deve contar revelações, sonhos ou visões,
    antes de seu cumprimento. Deus dá essas coisas para edificação
    particular do crente. Nas congregações a revelação de Deus vem pela
    Santa e bendita Palavra. Se as revelações, sonhos ou visões são
    provenientes de Deus, vem também o seu cumprimento.

    * 8. BOMBARDÕES E INSTRUMENTOS DE SOPRO NAS ORQUESTRAS
    Tem-se notado ultimamente um número excessivo de instrumentos de
    sopro, principalmente bombardões, em muitas de nossas orquestras. Onde
    já existe uma quantidade suficiente, o ministério local deve vigiar para
    que não ingressem mais essas categorias de instrumentos.
    Ainda
    nessas localidades deve-se,também, exortar os irmãos que tocam
    bombardões, bem como demais instrumentos fortes de sopro, que reduzam à
    metade o volume de som de cada um, quando tocarem nos santos cultos.
    Outrossim, quando um irmão demonstrar interesse em aprender a música
    para tocar na igreja, é conveniente que consulte, primeiramente, o irmão
    encarregado da orquestra para saber qual é a categoria de instrumento
    mais necessária.

    * 9. CORRENTES E PIRÂMIDES DA FELICIDADE
    “Pirâmides”, “Correntes da Felicidade” ou outras novidades
    semelhantes, são procedimentos que estão se alastrando, prometendo
    dinheiro fácil aos participantes. Não devemos participar nem nos
    envolvermos nessas coisas.

    * 10. NOME DE SERVO DE DEUS E LOCALIDADES
    Durante os santos cultos não é conveniente, nos testemunhos, citar o
    nome do servo de Deus que está presidindo. Igualmente, tendo congregado
    em outra localidade, ao citar a Palavra que ouviu, não mencionar o nome
    do servo de Deus que pregou, evitando assim motivos para exaltação
    humana.

    * 11. INVOCAÇÃO DE ANJOS
    Não se deve mencionar nomes de anjos e ou arcanjo, tanto nas orações
    quanto nos testemunhos. Temos ouvido durante orações e testemunhos,
    irmãos que mencionam nome de anjos e arcanjo. Lembremos que o apóstolo
    Paulo disse aos Colossenses, “Ninguém vos domine ao seu bel prazer com
    pretexto de humildade e cultos dos anjos,metendo-se em coisas que não
    viu, estando debalde inchado em sua carnal compreensão” (Col. 2:18). Em
    Hebreus, cap. 1:4, o apóstolo falando de Jesus,menciona: “Feito tanto
    mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que
    eles”. Ainda falando aos Filipenses sobre Jesus diz: “Pelo que também
    Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo nome”
    (Fil. 2:9). Portanto, diz ainda aos Colossenses, “ E quando fizerdes por
    palavras, ou por obras, fazei tudo em Nome do Senhor Jesus, dando por
    Ele graças a Deus Pai”.

    * 12. IMPORTÂNCIA DO AMOR
    O amor é o dom de suprema excelência que a igreja possui. Quando o
    apóstolo Paulo escreveu aos irmãos Coríntios sobre a unidade dos membros
    do corpo, falava a respeito dos dons de Deus nos membros da igreja.
    Porém finalizando a carta escrita em 1ª Cor. 12:31, disse: “Portanto,
    procurai com zelo os melhores dons; e Eu vos mostrarei um caminho ainda
    mais excelente”. Esse caminho ainda mais excelente é a caridade que é o
    amor fraternal.
    A igreja que é o corpo de Cristo consiste na
    operação dos diversos dons distribuídos aos seus membros, principalmente
    o dom do amor que é a caridade fraternal.
    O amor fraternal nos
    conserva unidos e submissos à Palavra de Deus. Havendo falta desse amor a
    igreja torna-se enferma, perdendo as virtudes de Deus. É dever dos
    servos de Deus vigiar sobre o rebanho para cultivar esse amor, como
    escreve o apóstolo aos Hebreus: “E consideramo-nos uns aos outros, para
    nos estimularmos à caridade a às boas obras” (Heb 10:24).
    Onde
    existem sentimentos humanos, os quais são: inveja, ciúme, orgulho,
    arrogância, soberba, vaidade, grandeza e exaltação humana, a igreja
    sofre as dores dessa enfermidade. Sabemos que Deus nos amou antes que
    existíssemos, e por esse amor, enviou seu unigênito Filho que por seu
    amor nos resgatou do pecado e da morte.
    Portanto, amemo-nos
    mutuamente, “pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a
    Deus, a quem não viu? E Dele temos este mandamento: que quem ama a
    Deus, ame também a seu irmão” (I – Jo. 4:20).

    * 14. ORAÇÃO FAMILIAR
    A oração é o meio pelo qual nos falamos com Deus,apresentando-Lhe as
    nossas necessidades.Através da oração alcançamos conhecimento e
    revelações das coisas santas de Deus. Sempre que possível, devemos nos
    unir em família e buscar a Deus em oração, certamente as suas bênçãos
    serão alcançadas, pois muitos de nossos filhos receberam a promessa do
    Espírito Santo nesse ajuntamento (Atos 2:33). A oração é recomendação do
    Senhor Jesus. Em Luc. 18:1, diz o Senhor Jesus, “E contou-lhes uma
    parábola sobre o dever de orar sempre e nunca desfalecer”. Em Romanos
    cap. 12:12 o apóstolo recomenda, “perseverai na oração”.
    Os nossos
    filhos devem ser instruídos quanto a necessidade de oração, quando se
    levantam da cama pela manhã, dar graças a Deus antes das refeições e ao
    se deitarem.
    Outrossim, a oração dos pais em conjunto com os filhos une as famílias, evitando o rompimento da união familiar.

    * 15. VIGILÂNCIA QUANTO À ESPIRITUALIDADE DOS CULTOS – PERIGO DA DISSOLUÇÃO DA SUA PUREZA.
    Não durmamos a respeito dos santos princípios que nos foram
    transmitidos. Muita oração e vigilância tornam-se necessárias. Pela
    inspiração do Espírito Santo o apóstolo Paulo ensinou o silêncio, a
    decência e a ordem entre nós, quando a igreja se congrega num lugar para
    celebrar o santo culto a Deus. (I – Cor. 14, v. 23, 25, 28, 34 e 40).
    Preocupava também o apóstolo com a impressão causada aos visitantes
    que entrassem para assistir ao culto porque, conforme o comportamento da
    igreja, ou testificariam que Deus estava entre eles, ou as visitas
    sairiam escandalizadas.
    A ordem, a decência e o silêncio nos
    cultos são reflexos da espiritualidade e da luz que estão no servo de
    Deus que preside, o qual não só maneja bem a Palavra da verdade em sua
    pregação, com sábia explicação de conselhos que abrem a mente do povo,
    como também conduz a irmandade a estar sob o controle do Espírito de
    Deus, para que haja moderação e luz nas orações, nos testemunhos e no
    comportamento de cada um durante o culto divino.
    Se não for assim,
    os cultos transcorrerão debaixo de entusiasmo carnal, exibição pessoal
    nos testemunhos e nas orações, exageros, gritarias infantis, sem
    discernimento do que é decente para a igreja de Deus; com isso
    dissolve-se a pureza dos cultos, ocasionando escândalos e mau
    testemunho.
    Insistimos com nossos conservos sobre a vigilância a
    respeito de certos grupos de irmãos que, sem preparo espiritual, se
    introduzem nas igrejas e com suas manifestações concentram sobre si a
    atenção da irmandade, com orações, glorificações e testemunhos
    exagerados e gritando ao máximo da altura da voz, visando inflamar os
    presentes, desviando-se totalmente do sentido sacro que deve haver em
    nossos cultos.
    Com o passar do tempo algumas igrejas estão como
    que habituando-se a essa rotina nos cultos, o que reflete uma dormência
    espiritual.
    Quando o irmão do ministério que preside o culto
    percebe que isto vai ocorrer, deverá exortar e não deixar o culto à
    mercê e ao domínio desses grupos, mas exortar pelo Espírito do Senhor a
    que se controlem e, assim, evitará que um espírito estranho tenha
    ocasião de perturbar.
    Há manifestações que são do Espírito de Deus
    e outras não. Compete ao que preside discernir o que é de Deus e o que
    não é, e ensinar a irmandade. Os mais antigos no ministério orientem os
    mais novos.

    * 16. HINO DE BATISMO (Antigo 195 – Atual 85)
    O Hino atual 85 é constituído de apenas uma parte, podendo ser cantado normalmente durante o batismo.
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1360
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: Tópicos de Ensinamentos da 78ª Assembléia – 2013!

    Mensagem por Fco Oliveira em Sab Maio 11, 2013 12:26 pm

    ATENÇÃO: OS TÓPICOS A SEGUIR SÃO SÓ PARA O MINISTÉRIO.

    12. BUSCAR OS DONS DE DEUS.

    Em um dia de culto anuncia-se, com antecedência, o ancião preside, cantam-se os hinos, não há testemunhos, venha a palavra e depois se agradece a Deus. A intenção é não fechar a porta a irmandade e impedir os abusos.

    O anuncio que marcar, ele mesmo deve presidir a busca de dons e não outros que ele venha a convidar.

    13. ORAÇÃO NA CONGREGAÇÃO.

    O servo de Deus que presidem ao culto deve ter entendimento também na parte de orações. Quando estamos de joelhos dobrados perante ao senhor e este toma o irmão ou irmã como uma oração inspirada, que edifica a igreja, não é necessário ficar de joelhos esperando que haja mais uma ou duas orações. O espírito santo, na primeira oração, já suplicou ao pai tudo o que a igreja tinha de necessidade.

    14. PREGAÇÃO – HÁBITOS QUE DEVEM SER ABOLIDOS.

    Temos sempre dado ensinamentos a esse respeito, mas a servos de Deus que insistem em errar neste ponto. Muitos batem na tribuna quando pregam. Na tribuna então aos dizeres “Em Nome do Senhor Jesus” e não é lugar para se estar batendo. Mais grave, ainda, é bater sobre a bíblia. Esse costume deve ser abolido, pois é um desrespeito ao nome do Senhor. A irmandade também nota isso e não aprova.

    Não é necessário bater em lugar nenhum quando se exorta a palavra. Outros correm de um lado para outro do púlpito e dão pulos enquanto pregam. Alguns batem na perna, outros batem palmas, dando mal aspecto. E aos que exageram no falar, gritando na pregação. Esses hábitos devem acabar.

    Outrossim, a pregadores que se preocupa mais empregar promessas e libertações do que a doutrina. Nada deve ser feito por costume mas, por revelações de Deus.

    Devem os pregadores evitar, ao Maximo, falar o nome do maligno, adversário de nossas almas.

    15. REUNIÕES PARA JOVENS E MENORES – INICIO.

    Doravante não há mas necessidade de se orar buscando confirmação para iniciar uma reunião de jovens e menores. Basta apresentação na reunião regional e aprovação do ministério, da mesma maneira como se procede com uma oficialização de cultos. Alguém do ministério atendera a essa reunião, até que o senhor levante um cooperador de jovens e menores.

    16. ELEIÇÕES – CARGOS POLÍTICOS.

    Aqueles que exercem cargo ao ministério na congregação, caso se envolva em política ou se candidate a algum cargo político, perderá a condição de continuar no cargo ou ministério e não poderá mais retorna (quer venha a ganhar ou a perder a eleição). Continuará como nosso irmão na fé, porém, não poderá influenciar a irmandade e nem fazer qualquer pronunciamento ou comentário político na congregação, seja em orações, testemunhos ou por qualquer outra forma.

    17. CONVITES.

    Não é necessário convidar autoridades para a aberturas de casas de oração. Se desejarem ouvir a palavra de Deus poderão vir em qualquer ocasião. Não damos oportunidade para falarem do culto. Após o culto poderemos ouvi-los juntamente com a administração, se for o caso. Mas somente com o Ministério, não misturar com o culto e nem com a irmandade toda.

    18. ORDEM NO SERVIÇO DIVINO EM FUNERAL E ORAÇÕES EM VELÓRIOS.

    Para uniformidade de procedimento, passemos a observar a seguinte ordem nos serviços divinos: Abre-se o serviço divino; Canta-se um hino; Ora-se; Exorta-se a palavra; Ora-se em agradecimento; Canta-se um hino; Encera-se o serviço.

    O serviço divino não deve ultrapassar de 30 a 40 minutos e os hinos devem ser cantados em voz baixa.

    Em obediência aos princípios e orientações das autoridades sanitárias, devemos orar de pé nos serviços divinos em funerais feitos nos velórios de hospitais e cemitérios, embora não seja doutrina, pois o local pode estar contaminado. Em outras ocasiões oramos de joelhos.

    19. ENSAIAR HINOS DE FUNERAL ANTES E DEPOIS DO CULTO COM A IRMANDADE.

    Os irmãos anciães e cooperadores, de comum acordo com o irmão encarregado de orquestra local, periodicamente poderão fazer com que a orquestra e a irmandade ensaiem os hinos especiais para serviços divinos em funeral, antes ou após o culto, conforme melhor convier. Isto é útil e também necessário, pois sendo hinos que não são chamados nos cultos regulares, muitas irmandades nova desconhece sua melodia.

    20. PRIMEIRA FILEIRA DE BANCOS NAS CONGREGAÇÕES.

    Recomendamos que os primeiros bancos nas congregações seja colocado um aparador, para auxiliar os irmãos a se ajoelhar e apoiar os braços para orar e, também, vedando a parte da frente dos mesmos, afim de evitar a visão de alguma postura involuntária por parte dos irmãos e irmãs.

    21. SANTA CEIA – DISPOSIÇÃO OS BANCOS PARA AS RODADAS.

    Convém colocar uma fila de bancos para que a irmandade se apoia ajoelhar e tenha a melhor ordem para ser servido a santa ceia. Exortar a irmandade a ficarem sentados em seus lugares até que sejam chamados. Em casa excepcionais, por motivo de enfermidade ou de força maior, poderão participar antes. Devem ser escalados irmãos (se possível diáconos ou porteiros), para organizar as filas na santa ceia, de acordo com o tamanho da congregação.

    Portadores de moléstias contagiosas devem participar por ultimo, após os servos haverem participados. Não deve existir rodada especial dos que orientaram as filas fizeram a contagem, junto com o ministério local. Deve-se ir participando nas ultimas rodadas. Os servos locais participam sós. Quanto aos irmãos sem liberdade, devem-se considerar caso por caso. Fica na consciência de cada pessoa.

    Quem anuncia os hinos na santa ceia é o ancião que preside e não o encarregado de orquestra.

    Quando a irmandade for participar do pão e do cálice deve ficar com os olhos abertos.

    22. ANCIÃES RECÊM ORDENADOS.

    Anciães recém ordenados não devem se precipitar no atendimento de batismos, santas ceias e reuniões da mocidade. Procurem adquirir um pouco de experiência com os mais antigos e aguardar sem ansiedade, o tempo necessário.

    23. VIAGENS AO EXTERIOR.

    Quem viajar para o exterior deverá comunicar-se, previamente, com os irmãos anciães que já atenderam (ou ainda atende) aquela região. Outrossim, após autorizado pelo ministério local, devem comparecer a uma reunião da qual participam os anciães mais antigos do Brasil, em São Paulo, na quarta segunda – feira de cada mês.

    24. CASAMENTO DE SERVOS VIÚVOS COM IRMÃS DIVORCIADAS.

    O conselho de anciães delibera que, irmãos de ministério que enviuvarem e desejarem casar com irmãs divorciadas, deveram previamente submeter o assunto a consideração do ministério de reunião regional, que deliberará segunda guia de Deus.

    25. REUNIÃO DE ENCARREGADOS REGIONAIS EM OUTUBRO.

    É deliberado que, na reunião dos encarregados regionais e examinadoras a realizar-se no dia 20 de outubro deste ano, haverá, um dia antes (ou seja, na sexta-feira á noite), uma reunião com os anciães que atendem a parte musical, para considerações de assuntos referentes a essa reunião.

    26. AVISOS E COMUNICAÇÕES DURANTE O CULTO.

    Todos as comunicações e avisos a serem anunciados pelo irmão que preside o culto, deverão, antecipadamente, passar pelo diácono ou porteiro, que os levara a frente junto com os pedidos d oração.

    TÓPICOS ADMINISTRATIVOS.

    1. INCLUSÃO DE SERVOS NO RELATÓRIO – REQUISITO ESSENCIAL.

    Para a inclusão de servos de Deus no Relatório e indispensável o numero do respectivo C.P.F., a fim de evitar divergências e problemas com eventuais homônimos. Assim e para tal finalidade, tão logo o irmão seja confirmado para o ministério, o departamento de relatório deverá ser informado, para as devidas providencias.

    2. EMISSÃO DE CARTÕES DE IDENTIFICAÇÃO.

    A emissão de cartões de identificação de encarregados regionais e locais de orquestra, bem como das irmãs examinadoras, deve ser efetuada pela a administração local. Para São Paulo e grande São Paulo, a emissão será feita pela administração São Paulo.

    3. ALTERAÇÕES NO RELATÓRIO – PRAZO.

    O prazo final para entregar dos formulários de alteração de relatório será 31 de julho de 2012. Pedimos a observância desse pra para evitar solução de continuidade na impressão do relatório.

    4. CALENDÁRIOS E AGENDAS DE REUNIÕES MINISTERIAIS REGIONAIS.

    O ministério tomou conhecimento de calendários de reuniões impressos por congregações de localidades do interior do Estado de São Paulo e de outros Estados, nos quais constam os nomes e endereços de encarregados de orquestra regionais e locais,irmãos porteiros, irmãos encarregados de serviços de manutenção, comodatários, como também dias e horários de culto na região. Não é necessário e nem conveniente esse procedimento. Esses calendários e agendas regionais devem limitar-se a informar as datas e horários das reuniões.

    5. LISTAS DE BATISMO.

    As listas de batismo devem conter somente o essencial, a saber: Batismos – Santa Ceias – Reuniões da Mocidade – Ensaios Regionais – Viagens – Abertura, Fechamento e Reabertura de Casas de Oração – Aumento ou mudanças de dias e horários de cultos – Coletas – Reuniões – Novos Obreiros. As aberturas e reaberturas de casas de oração somente deverão ser anunciadas depois que as mesmas ocorrerem.

    Nas Listas de Batismo não devem ser colocados, em hipótese alguma, nomes de servos que vão em visita as congregações , nem de irmãs que são confirmadas para a Obra da Piedade, nem de irmãos ou irmãs que receberem cargo e nem o nome de irmãos que estiverem excluídos, da comunhão na congregação.

    6. CONSELHO FISCAL – CONDIÇÕES FACE AO CÓDIGO CIVIL ATUAL.

    Em obediência a legislação pertinente não deverão ser colocados, no Conselho Fiscal, irmãos que sejam parentes até o terceiro grau de Administradores (pais, filhos, netos, avós, irmãos, tios, sobrinhos, sogro, genro e cunhados) e vice-versa, isto é, não colocar administradores parentes de membros do Conselho Fiscal.

    Eventuais situações já existentes deverão ser, aos poucos e na medida do possível, adequadas a essas exigências legais.

    TÓPICOS DA OBRA DA PIEDADE.

    1. ENVELOPES/ ASSINATURAS.

    As famílias que forem atendidas pela obra da piedade devem assinar recibo no envelope em local destinado á assinatura do necessitado, para comprovação do atendimento, e eventual solicitação pela fiscalização a fim de comprovar a saída do recurso. Os Diáconos devem orientar as irmãs da obra da piedade a devolver o envelope, juntando comprovantes do atendimento no mês subsequente á reunião.

    2. DESPESAS DE VIAGEM/BRASIL.

    As despesas de viagens são pessoais sendo vedado ao viajante despender a importância que lhe é destinada com outros acompanhantes. Caso a viagem seja feita por veículos, também deverá ser emitido envelope ao acompanhante. Se houver mais acompanhantes que queiram viajar juntos por seu próprio interesse devem arcar com as eventuais despesas inerentes a viagem.

    3. CONTROLE DE CAIXA DA OBRA DA PIEDADE E VIAGENS MISSIONÁRIAS.

    Os responsáveis pelas regionais devem conferir o numerário existente no caixa durante o mês, e no final, os diáconos presentes na reunião de atendimento devem assinar o termo de verificação do saldo do caixa, constante no site CCBINFO, Comunicado 23/2006 atestando sua exatidão. Essa posição deverá ser arquivada junto aos documentos de contabilidade.

    4. APRESENTAÇÃO DE FAMÍLIAS POR INFORMAÇÕES.

    Os atendimentos aos necessitados não devem ser feitos por informações ou a pedido do próprio interessado, devemos observar os ensinamentos, pois os diáconos e irmãs da obra da piedade devem fazer visitas e somente apresentar a necessidade, caso haja o sentimento da parte de DEUS.

    5. PAGAMENTO DE DIVIDAS.

    A obra da piedade não tem por finalidade o pagamento de dividas particulares de nenhum irmão. Ultimamente está ocorrendo alguns casos, pois irmãos que não se conformam em viver de acordo com seus ganhos se endividam, ficam em situação difícil, alguns se aventuram e tomam recursos a juros altos, e recorrem a obra da piedade para quitar suas dividas. A congregação não tem responsabilidade por tais fatos. Os diáconos não devem apresentar tais necessidades para atendimento.

    http://gospel.ativo-forum.com/

    Apoio ccbirmandade.com
    http://gospel.ativo-forum.com/t5137-78-assembleia-2013-resumo-de-ensinamentos-ccbirmandadecom-obreiros
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1360
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

    - Tópicos similares

     
    Permissão deste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos neste fórum