Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Setembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1262 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de claudio lima

Os nossos membros postaram um total de 1747 mensagens em 569 assuntos
Anuncios

    Não há anúncios disponíveis.


    O VERDADEIRO SIGNIFICADO DA PALAVRA HA MASHIACH!

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

    O VERDADEIRO SIGNIFICADO DA PALAVRA HA MASHIACH!

    Mensagem por Uzgav em Qua Maio 12, 2010 1:57 pm



    O Verdadeiro significado da palavra hebraica HA MASHIACH


    Infelizmente para muitos a palavra grega “cristós” é a tradução do hebraico “Mashiach” (Messias), que significa ungido (pelo azeite das primícias, perfumado com ervas e resinas aromáticas) e identifica um salvador ou “esperado como libertador”.

    O título Mashiach era concedido a alguém que atingisse uma posição de nobreza e importância. Por exemplo, o Sumo Sacerdote é mencionado como o Cohen Hamashiach.

    Na literatura talmúdica o título Mashiach, ou Melech Hamashiach (o Rei Messias) está reservado para o líder judaico que redimirá Israel no Final dos Dias.

    Aqueles que divulgam estes ensinos estão equivocados.[/b] A palavra há-mashia é apenas uma má leitura da palavra grega hamartia. Assim como Yehováh é uma leitura de Yaohuh.

    Vamos analisar gramaticalmente a palavra a`marti,a (hamartia), a palavra grega que no Novo Testamento é traduzida como pecado;

    Yaohushua, o Unigênito do Pai, o salvador do Mundo recebe este título elenizado porque os gregos consideram a vida do Ungido do Pai uma grande tragédia, um grande fracasso.

    [b]HAMASHIAH – má leitura de HAMARTIA
    - De acordo com Aristóteles na sua Poética, o herói trágico é aquele que sofre um reverso na sua fortuna que o conduz da felicidade ao fracasso em consequência de um erro, de um juízo erróneo ou um passo mal dado, em suma uma falha trágica - hamartia.

    Nas tragédias gregas uma forma comum de hamartia era também o pecado contra a hybris - aquele orgulho ou excesso de auto-confiança que conduz o protagonista a desobedecer aos avisos divinos ou a violar qualquer importante lei moral. A hybris conduz à queda e à inevitável punição.

    Aristóteles sublinha que: “são os carácteres que dão aos homens as suas qualidades, mas são os seus actos que os tornam felizes ou miseráveis. Um “herói”, afirma, “é um homem cuja infelicidade o atinge não através do vício ou devassidão, mas em consequência de algum erro”. O que faz dele uma figura trágica é o fato de ter qualidades de excelência, de nobreza e de paixão; de possuir virtudes e dávidas que o elevam acima do comum dos mortais, mas que na tragédia se revelam insuficientes e lhe acarreta a auto-destruição.

    A hamartia pode resultar, igualmente, de um mau julgamento, de ignorância, de fraqueza inata ou quaisquer outras causas. No entanto, ela define-se sempre como ação concretizada ou ato falhado.

    Édipo mata o pai (ignorando-o), mas pratica a ação comandado por um impulso; Antígona resiste à lei do Estado por um ato de teimosia e provocação; e Yaohushua declare-se Rei dos Yaohudim e é levantado no madeiro.

    Atualmente, a interpretação deste termo, assumido como falha ruinosa, representando ele próprio uma fraqueza, uma imperfeição; dilatou-se, e é hoje entendido também como um conceito que significa uma desmesura na composição do caráter; um excesso de valor ou de virtude que pode em certas circunstãncias ser considerado como hamartia.

    Hamartia - A palavra é um substantivo derivado do verbo hamartano (a`marta,nw). significa “erro”, “fracasso em atingir determinado alvo”. Até aí, corresponde quase que integralmente ao cognato hebraico, na sua essência. Porém, como falta no mundo helênico uma concepção mais firme de falta contra a divindade (o homem poderia ofender os deuses simplesmente porque estes caprichosamente não simpatizavam com ele, independente de sua conduta), a palavra sempre designava uma ofensa cometida contra os amigos, contra outras pessoas em geral, contra o próprio corpo, contra leis estabelecidas, etc.

    Aristóteles, um dos maiores filósofos da Grécia antiga, colocava a hamartia como ofensa contra a ordem estabelecida, mas sem intenções malignas. Por aí, percebemos que os gregos não imaginavam uma conexão obrigatória entre hamartia e o mal moral. Assim, na linguagem jurídica, hamartia consistia em uma ofensa aos bons sentimentos, qualquer coisa entre a tolice e a violação da lei, qualquer atitude que não se conforme à ética dominante. Os gregos ainda possuíam uma visão determinista da hamartia: é algo inseparável do destino do homem, que não pode ser evitado, e que por isso causa sofrimento. Isto fica bem patente, por exemplo, na tragédia de Édipo Rei e na tragédia daquele que se dizia ser o Rei dos yaohudim (jude-s).

    Apesar destas nuances gregas dadas à palavra hamartia, devido ao sentido básico ela foi utilizada na Septuaginta para traduzir o hebraico h,at,t,a’t (taJ'x;). Foi até mesmo mais abrangente do que este termo hebraico, pois também traduziu outras palavras hebraicas de sentido próximo, tais como awon (!A[color=blue]niqüidade) e pesha ([color=blue]dia). Todas estas palavras hebraicas eventualmente também eram traduzidas na Septuaginta pelo grego adikia (avdiki,a, injustiça) – fazendo desta um sinônimo de hamartia. Por isso, teologicamente, hamartia passou a englobar não somente a noção hebraica de h,at,t,a’t, como também tudo o que pudesse estar direta ou indiretamente relacionado com h,at,t,a’t: culpa, iniqüidade, rebeldia, injustiça. Hamartia passou a estar indubitavelmente ligado ao mal moral. Um tema que continuou a ser elaborado nos livros denominados apócrifos – ao todo, são 112 ocorrências em 106 passagens, sendo mais abundante no livro do Eclesiástico, aonde comparece em 49 versículos. Dentre os apócrifos, um bom exemplo é Sabedoria 1.4: “Em alma perversa a Sabedoria não entra; ela não habita um corpo sujeito ao pecado” e Eclesiástico 3.27: “O coração endurecido será acabrunhado de fadigas, pois o pecador acumula pecado sobre pecado” (Tradução Ecumênica).

    Estava pronto o palco para a noção neotestamentária de hamartia.

    Fazendo assim estavam identificando o Ungido de Yaoshorul como o homem do pecado, (aquele que recebe em si mesmo todo pecado do mundo)


    O termo “pecador” (“hamartolós”) tem um sentido próprio em grego: “desorientado”, “errado”, isto é, “o que está fora do caminho certo”. Pastorino, a respeito da tradução dessa palavra, cita [3]: “Não dizemos ‘pecado’, nem ‘pecador’, pois estas palavras assumiram o significado específico de ‘ofensa a De-s’, como se a Divindade fosse uma criatura mutável que pudesse ofender-se, zangar-se com os homens, e depois, perdoasse, quando estes se arrependessem.”

    Uzgav

    Mensagens : 45
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 02/05/2010
    Idade : 55
    Localização : Japeri / RJ

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: O VERDADEIRO SIGNIFICADO DA PALAVRA HA MASHIACH!

    Mensagem por Fco Oliveira em Qua Maio 12, 2010 5:46 pm

    Nobres irmãos a paz esteja convosco, amado, em teu tópico, está havendo uma dúvida em relação ao que você está divulgando, o assunto é a palavra hebraica Há-Mashiach e não a graga hamartia, segundo o que o caro irmão está divulgando, fica uma dúvida enorme na mente dos leitores: que hebraico é este que este está divulgando? É hebraico ou é grego? Nós precisamos focar um único propósito, para que não haja dúvida no coração do leitor!

    Se o caro irmão está citando fatos Históricos, é preciso citar a fonte, para que todos possam conferir as tuas palavras e o irmão não ser julgado como um contador de casos; como exemplo a matéria sobre o livro de Tiago, eu republiquei ele no http://ccbsemcensuras.forumeiros.com/assuntos-de-interesse-de-todos-evangelicos-e-religiosos-f3/quem-escreveu-o-livro-de-tiago-ou-james-em-ingles-nao-foi-tiago-t1195.htm#9370

    Sem as fontes, meu querido, eu não posso responder as perguntas que os debatedores me fazem, veja se o caro irmão cossegue responder estas:

    Foi feito pelo um estudioso da língua hebraica, vejam:
    cclatinoamerica Ontem à(s) 8:15 pm
    O irmão Oliveira disse que um tal Yahuhcaf seria o autor da espítola de Tiago (James, Yaʿakov, יעקב). Pesquisei em todos os lugares sobre esse Yahuhcaf não achei nada.
    Na internet a única referência é essa postagem do irmão Oliveira.
    Poderia nos dizer como descobriu sobre esse Yahuhcaf ? Quem é ele? Em que língua este nome está?

    Por isto eu estou te pedindo que cite as fontes do estudo que você está colocando no ar, amém? Que o Eterno Yahuh seja hoje e sempre louvado.


    Última edição por Admin em Sab Nov 06, 2010 6:07 am, editado 1 vez(es)
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: O VERDADEIRO SIGNIFICADO DA PALAVRA HA MASHIACH!

    Mensagem por Fco Oliveira em Qua Maio 12, 2010 7:18 pm

    Messias
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Messias

    Ir para: navegação, pesquisa

    Este artigo é sobre o conceito religioso judaico. Para outros significados de Messias, veja a página de desambiguação

    A Torá

    Um conceito do Judaísmo, o Messias (hebreu משיח Māšîªħ, Mashíach, Mashíyach ou hammasiah, "O consagrado"; a forma Asquenazi é Moshiach; a forma aramaica é mesiha) refere-se, principalmente, à profecia da vinda de um humano descendente do Rei David, que irá reconstruir a nação de Israel e restaurar o reino de David, trazendo desta forma a paz ao mundo.

    No Velho Testamento, a palavra específica Messias aparece apenas duas vezes: em Daniel 9:25 e 26, quando um anjo anuncia ao profeta Daniel que o Messias surgiria e seria morto 62 semanas proféticas após a reedificação de Jerusalém, antes da cidade e do templo serem novamente destruídos.

    No Novo Testamento, a palavra grega Μεσσίας (Messias) está registrada também apenas duas vezes: em João 1:41, quando o André contou a seu irmão Pedro que recém haviam encontrado o Messias (que traduzido é o Cristo), e em João 4:25, onde uma mulher samaritana comenta com Jesus que sabia que o Messias (que se chamava Cristo) estava vindo, e que quando viesse, nos anunciaria tudo, ao que Jesus prontamente lhe respondeu: "Eu o sou, eu que falo contigo".

    Nós não podemos lutar contra a História nobre irmão, ou nós falamos a mesma língua dos pais da igreja ou estamos sonhando com borboletas azuis, veja mais provas de que o título Mashiach é reconhecido pelo os Yahudims:

    O messianismo é, em termos estritos, a crença na vinda - ou no retorno - de um enviado divino libertador, um Messias [mashiah em hebraico, christós em grego], com poderes e atribuições que aplicará ao cumprimento da causa de um povo ou um grupo oprimido. Há entretanto um uso mais amplo - e às vezes indevido - do termo para caracterizar movimentos ou atitudes movidas por um sentimento de "eleição" ou "chamado" para o cumprimento de uma tarefa "sagrada".
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Messianismo

    Que o Eterno Yahuh seja louvado.
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: O VERDADEIRO SIGNIFICADO DA PALAVRA HA MASHIACH!

    Mensagem por Uzgav em Qui Maio 13, 2010 8:31 am

    Amado do Altr=darkred]O AMADO DIZ: Nobres irmãos a paz esteja convosco, amado, em teu tópico, está havendo uma dúvida em relação ao que você está divulgando, o assunto é a palavra hebraica Há-Mashiach e não a grega hamartia, segundo o que o caro irmão está divulgando, fica uma dúvida enorme na mente dos leitores...

    Amado do Eterno que afirmamos é que a palavra (hamashia) e na realidade uma má formação da palavra grega (hamartia).

    Asim como as palavras DEUS, DIEUS, DIOS, DIES, DIAUS est, são uma má formação da palavra THEOS. Bem como, a palavra CÉU é uma má formação da palavra SHEOL. (Ensinavam que o individuo deveria passar por ali para ser purificado)

    Ou seja, todas essas palavras Hamashiah, Deus e Céu são palavra com sentido equivocados afirmando aquilo que na realidade nunca prentendeu ser dito.


    O AMADO DIZ: Se o caro irmão está citando fatos Históricos, é preciso citar a fonte, para que todos possam conferir as tuas palavras e o irmão não ser julgado como um contador de casos...


    Amado do Altíssimo, para aquele que almejam a verdade uma só palavra basta, más, para aqueles que não são pela verdade, o mundo inteiro em livros não será suficiente. Infelizmente, o Mundo ama mais as trevas do que a luz.

    Sei que os fatos expostos aqui são chocantes, porém, verdadeiros.

    “ Pede-me e dir-te-ei alguns segredos notáveis que ignoras.” – (Yarmi-YÁOHU 33:5).

    O nosso problema começa aqui, quando coisas ocultas são reveladas.




    O AMADO DIZ: Sem as fontes, meu querido, eu não posso responder as perguntas que os debatedores me fazem, veja se o caro irmão cossegue responder estas:

    Foi feito pelo um estudioso da língua hebraica, vejam:

    cclatinoamerica Ontem à(s) 8:15 pm
    O irmão Oliveira disse que um tal Yahuhcaf seria o autor da espítola de Tiago (James, Yaʿakov, יעקב). Pesquisei em todos os lugares sobre esse Yahuhcaf não achei nada.
    Na internet a única referência é essa postagem do irmão Oliveira.
    Poderia nos dizer como descobriu sobre esse Yahuhcaf ? Quem é ele? Em que língua este nome está?




    Este fato é perfeitamente confirmado no Dicionário Hebraico-Caldeu. Especialmente olhando para o Ítem de concordância número 5798 do Dicionário Hebraico-Caldeu ou qualquer outra concordância confiável.

    “ Pede-me e dir-te-ei alguns segredos notáveis que ignoras.” – (Yarmi-YÁOHU 33:5).


    O AMADO DIZ: Nós não podemos lutar contra a História nobre irmão, ou nós falamos a mesma língua dos pais da igreja ou estamos sonhando com borboletas azuis, veja mais provas de que o título Mashiach é reconhecido pelo os Yahudims:


    Amado, é essa mesma história que ensina que o nome do pai é Jeova, Yahveh, Deus, Senhor, etc. Ensina também que o nome do Filho é Jesus, Iesous, Iesu, Yehoshua, Yeshua, etc...

    “ Pede-me e dir-te-ei alguns segredos notáveis que ignoras.” – (Yarmi-YÁOHU 33:5).

    Uzgav

    Mensagens : 45
    Reputação : 0
    Data de inscrição : 02/05/2010
    Idade : 55
    Localização : Japeri / RJ

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: O VERDADEIRO SIGNIFICADO DA PALAVRA HA MASHIACH!

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Conteúdo patrocinado


    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

    - Tópicos similares

     
    Permissão deste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos neste fórum