Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Setembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1262 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de claudio lima

Os nossos membros postaram um total de 1747 mensagens em 569 assuntos
Anuncios

    Não há anúncios disponíveis.


    As Mentiras e Contradições da Bíblia: o Nascimento de Jesus Cristo é uma Mentira!

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

    As Mentiras e Contradições da Bíblia: o Nascimento de Jesus Cristo é uma Mentira!

    Mensagem por Fco Oliveira em Sex Jun 27, 2014 3:12 pm



    Dois relatos do Novo Testamento descrevem Jesus como tendo nascido em Belém. De acordo com o Evangelho de São Lucas (2, 4), os pais de Jesus viviam em Nazaré, porém viajaram para Belém para o censo de 6 d.C., e Jesus teria nascido ali antes que a família voltasse para Nazaré.

    Vejam a contradição gritante: O senso foi no ano 6 d.C e o Rei Herodes morreu no ano 4 a.C de sorte que, as datas provam que a História deste suposto salvador do mundo, é um mito inventado, confiram os relatos dos dois evangelhos de Mateus e de Lucas.

    PS: ainda tem a questão do nome, pois, em nenhum livro Histórico, encontramos este nome "Jesus" escrito nele; visto não ter nenhuma condição de se escrever um nome deste, sendo que, no alfabeto hebraico não ter a consoante "J"
    .

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Nascimento_de_Jesus

    O relato do Evangelho de São Mateus insinua que a família já vivia em Belém quando Jesus nasceu, e posteriormente se mudou para Nazaré (Mat 2, 1-23).18

    Mateus ainda relata que Herodes, o Grande, ao receber a notícia de que um "Rei dos Judeus" acabara de nascer em Belém, ordenou que todas as crianças com dois anos ou menos na cidade e nas redondezas fossem mortas.

    O pai terreno de Jesus, José, é alertado sobre isto num sonho, e foge com sua família para o Egito, retornando apenas depois da morte de Herodes.

    Ao receber outro aviso, em outro sonho, no entanto, José foge novamente com sua família, desta vez para a Galiléia, para viver em Nazaré.
    Os primeiros cristãos interpretaram um dos versos do Livro de Miqueias (Miq 5, 2) como uma profecia do nascimento do Messias em Belém.19

    Muitos estudiosos modernos questionam se Jesus teria nascido realmente em Belém, sugerindo que os diferentes relatos dos Evangelhos teriam sido inventados para apresentar o seu nascimento como a realização desta profecia, implicando assim uma ligação com a linhagem do rei Davi.20 21 22 23

    O Evangelho de São Marcos e o Evangelho de São João não incluem relatos sobre o nascimento de Jesus, ou qualquer indício de que ele tenha nascido em Belém, referindo-se a ele apenas como sendo de Nazaré.24

    Num artigo escrito em 2005 para a revista Archaeology, o arqueólogo israelense Aviram Oshri indicou a ausência de evidências de habitações na área durante o período em que Jesus teria nascido.25

    A antiguidade da tradição do nascimento de Jesus em Belém é atestada pelo apologista cristão Justino, o Mártir, que declarou em seu Diálogo com Trifão (circa 155-161) que a Sagrada Família teria se refugiado numa caverna nos arredores da cidade.26

    Orígenes de Alexandria, escrevendo por volta do ano 247, referiu-se a uma caverna na cidade de Belém, que os habitantes locais acreditavam ser o local de nascimento de Jesus.27 Esta caverna poderia ser uma que foi anteriormente local destinado ao culto de Tammuz.28

    Fonte:  http://pt.wikipedia.org/wiki/Bel%C3%A9m_%28Judeia%29







    As Provas de que os Evangelhos da bíblia foram fabricados propositalmente estão aqui:

    A visita do "Reis Magos" teria realmente ocorrido?

    A tradicional crença de que Jesus foi visitado em seu nascimento não é consenso no meio acadêmico. Para o professor de história antiga da Universidade Federal do Rio de Janeiro, André Leonardo Chevitarese, não haveria "evidências históricas" de que estes eram reis ou mesmo magos, nem que visitaram Jesus logo após seu nascimento7 .

    Para o historiador, estes personagens teriam sido criados pelo evangelista Mateus como uma metáfora do reconhecimento de Jesus pelos povos daquela época.

    Somente no Século III os magos receberiam o título de reis, o que para André Chevitarese corresponderia a uma forma de legitimar a profecia que consta do Salmo 72.

    No Século IX foi que os magos teriam enfim recebidos os nomes pelos quais são conhecidos até hoje.



    Assim sendo, a bíblia e suas estórias são apenas conto de fadas ou mentiras fabricadas com fins políticos e comerciais- dinheiro.
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: As Mentiras e Contradições da Bíblia: o Nascimento de Jesus Cristo é uma Mentira!

    Mensagem por Fco Oliveira em Seg Set 15, 2014 3:47 pm



    Sobre a questão do Nome deste suposto salvador do mundo, Jesus de Nazaret; vejam nesta bíblia, que foi a primeira bíblia compilada no mundo. Vejam o Nome do Messias  escrita nela, não tem nada há ver com o nome Jesus Cristo de hoje.

    Fonte:  http://www.bibliacatolica.com.br/neo-vulgata-latina/evangelium-secundum-matthaeum/1/#.VBsdO6PNqrw


    Na primeira página do Evangelho de Mateus, vejam o que está escrito: Santo Evangelho de "IESU CRISTO" segundo Mateus! Isto já é transliterado para o Português de hoje, Iesu Cristo não tem nada com o Jesus Cristo pregado hoje:


    Jesus só veio a existir no ano 1.681 d.C; durante todo estes anos a trás (mais de 1.650 anos) Ele foi adorado como Iesu Christo (Esus Cristo ou o Tammuz), um maldito Ídolo Gaulês divinizado pela a Igreja Católica como o Salvador do mundo.






     Esus ou Hesus foi um deus gaulês conhecido de duas estátuas monumentais e de uma linha em Bellum civile de Lucano.


    As duas estátuas no qual seu nome aparece são: o Pilar dos Barqueiros, entre os Parísios, e um pilar de Trier, entre os Tréveros. Em ambos, Esus está retratado cortando ramos de árvores com seu machado


    Esus está acompanhado de diferentes painéis do Pilar dos Barqueiros, de Tarvos Trigaranus (o ‘touro com três grous’), JúpiterVulcano (mitologia) e de outros deuses.

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Esus

    Em 1676, João Ferreira de Almeida concluiu a tradução do NT e no mesmo ano remeteu 
    o manuscrito para ser impresso na Batávia. 



    Todavia, o lento trabalho de revisão a que a 
    tradução foi submetida levou-o a retomá-la e enviá-la para ser impressa em Amsterdã. 


    Finalmente, em 1681, surgiu o primeiro Novo Testamento em português, trazendo no 
    frontispício os seguintes dizeres, que transcrevemos ipsis litteris: 



    “O Novo Testamento, isto é, Todos os Sacro Sanctos Livros e Escritos Evangélicos e Apostólicos do Novo Concerto de Nosso Fiel Salvador e Redentor Iesu Cristo, agora traduzido em português 
    por João Ferreira de Almeida, ministro pregador do Sancto Evangelho. 



    Com todas as licenças necessárias. Em Amsterdam, por Viúva de J. V. Someren. Anno 1681”.  


    Milhares de erros foram detectados nesse Novo Testamento de Almeida, muitos deles 
    produzidos pela comissão de eruditos que tentou harmonizar o texto português com a 
    tradução  holandesa  de  1637.  



    O  próprio  Almeida  identificou  mais  de  2  mil  erros  na tradução, e outro revisor, Ribeiro dos Santos, afirmou ter encontrado um número bem maior.
      
    Logo após a publicação do Novo Testamento, Almeida iniciou a tradução do AT. Ao 
    falecer, em 6 de agosto de 1691, havia traduzido até Ezequiel 41:21. 



    Em 1748, o pastor Jacobus op den Akker, da Batávia, reiniciou o trabalho interrompido por Almeida, e cinco anos depois, em 1753, foi impressa a primeira Bíblia completa em português, em dois volumes. 


    Estava concluído, portanto, o inestimável trabalho de tradução da Bíblia 
    por João Ferreira de Almeida.  


    Apesar dos erros iniciais, ao longo dos anos estudiosos evangélicos vêm depurando a 

    obra de Almeida, tornando-a a preferida dos leitores de fala portuguesa.  

                        
     
    =========================================================================

    Como a letra J só passou a existir em 1.518, a letra I de Iesu Cristo foi Substituída pelo J, ficando Jesu Christo.
    Reparem nesta foto Acima e comprovem.

    Neste link aqui existe todas as bíblias já compiladas no mundo e todas elas revelam que, em mais de 1.600 anos de História o tal Jesus Cristo não existia.

    http://www.bibliacatolica.com.br/
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

    - Tópicos similares

     
    Permissão deste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos neste fórum