Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Abril 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1246 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Taiza Carla Camargo

Os nossos membros postaram um total de 1717 mensagens em 554 assuntos
Anuncios

    Não há anúncios disponíveis.


    Os Deuses dos Árabes e seu Profeta Maomé.

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

    Os Deuses dos Árabes e seu Profeta Maomé.

    Mensagem por Fco Oliveira em Ter Mar 24, 2015 9:29 pm



    Antes do Islã na Península Arábica em 622, o centro físico do islã, a Caaba de Meca, estava coberto de símbolos que representam os demônios inumeráveis, djinn, semideuses e outras criaturas sortidas que representava o ambiente profundamente politeísta pré-islâmica da antiga Arábia. 

    Podemos inferir a partir desta pluralidade um contexto excepcionalmente amplo em que a mitologia pode florescer. 

    Histórias de gênios, ghouls, lâmpadas mágicas, tapetes voadores, e os desejos contidos nos contos das Mil e Uma Noites e outras obras foram transmitidos através das gerações. 
    PRINCIPAIS DEUSES ANTERIORES AO ISLÃ


     Hubal (em árabe: هبل) - Considerado como o Deus dos Deuses e um dos mais notáveis, o ídolo de Hubal estava perto da Caaba em Meca, e foi feito de ágata vermelha, e em forma de um humano, mas com a mão direita quebrada e substituída por uma mão de ouro.


    Allat (em árabe: اللات) - A Deusa da lua árabe, que foi uma das três principais Deusas de Meca.

    Al-Uzza (em árabe: العزى) - Era Deusa da fertilidade, que foi uma das três principais Deusas de Meca, os árabes só rezavam á ela ou Hubal á pedido de proteção e vitória, antes de qualquer guerra, para mostrar como ela era importante.

    Manata (em árabe: منات) - Foi uma das três principais deusas de Meca, os árabes acreditavam ser a Deusa do destino. O Livro dos Ídolos descreve que Manata foi a mais antiga de todos esses ídolos. 

    Os árabes usavam seu nome para nomear seus filhos: 'Abd-Manata e Zayd-Manata. Manata foi erguida à beira-mar nos arredores de al-Mushallal em Qudayd, entre Medina e Meca. Os àrabes rezavam á Deusa para pedir proteção em suas peregrinações. 

    No final da peregrinação, no entanto, quando eles estavam prestes a voltar para casa, eles teriam se estabelecido no local onde ficava Manata, para raspar a cabeça, e ficar lá um tempo. Eles não consideram sua peregrinação concluída até eles visitaram Manata.

    Manaf (em árabe: مناف) - A estátua de Manaf foi acariciada por mulheres, mas houve períodos que não foram autorizadas a aproximar-se.
    Wadd (em árabe: واد) - Deus de amor e amizade. Cobras são animais sagrados por quausa de Wadd.
    Amm (em árabe: أم) - Ele foi venerado como Deus do tempo, como seus atributos incluídos relâmpagos.
    Ta'lab (em árabe: طالب) - Um Deus adorado na Arábia do Sul, particularmente no Sabá. Ta'lab era o Deus da lua.
    Dhu'l-Halasa (em árabe: ذو الحلاس) - É um Deus oracular do sul da Arábia. Ele era venerado sob a forma de uma pedra branca.
    Al-Qaum (em árabe: القوم) - Era o Deus da guerra e da noite, e guardião de caravanas.
    Dushara (em árabe: ذو شرى) - Era o Deus Nabataean seu nome significa "Senhor da Montanha" 
    ESPÍRITOS E MONSTROS


    Marid (em árabe: مارد) - Marids são frequentemente descritos como o tipo mais poderoso de djinn, tendo poderes especialmente grande. Eles são os mais arrogantes e orgulhosos também. Como todos os djinn, eles têm o livre arbítrio, porém poderiam ser obrigados a executar certas tarefas. 

    Eles também têm a capacidade de conceder desejos aos mortais, mas geralmente isso requer batalha, e de acordo com algumas fontes, certos rituais, ou apenas uma grande quantidade de bajulação.
    Ifrit (em árabe: عفريت) - É uma classe de gênios infernais, espíritos abaixo do nível de anjos e demônios, conhecidos por sua força e astúcia. Um ifrit é uma enorme criatura alada de fogo, masculino ou feminino, que vive no subsolo e frequenta as ruínas. 
    Ifrits vivem em uma sociedade estruturada ao longo de antigas linhas árabes tribais, com reis, tribos e clãs. Eles geralmente se casam com um outro, mas eles também podem se casar com o homem. 
    Apesar das armas e forças normais não terem poder sobre elas, são suscetíveis à magia, que os seres humanos podem usar para mata-los, captura-los ou escravizá-los. Tal como acontece com os gênios, um ifrit pode ser um crente ou descrente, bem ou mal, mas ele é mais frequentemente descrito como um ser perverso e cruel.
    Jinn (em árabe: جن) - É uma criatura sobrenatural que tem livre arbítrio, e pode ser bom ou mau. Em alguns casos, os gênios do mal são vistos como seres humanos extraviados.
    Nasnas (em árabe: نسناس) - É um monstro "meio ser humano, tendo uma meia cabeça, metade de um corpo, um braço, uma perna, com a qual luta com muita agilidade". Acreditava-se ser descendentes de um demônio chamado shikk e um ser humano
    Ghoul (em árabe: غول) - É um morador do deserto, demônio que pode assumir a aparência de um animal, especialmente uma hiena. Ele atrai viajantes incautos para o deserto para matar e devorá-los. 
    A criatura também pega crianças pequenas, rouba sepulturas, bebe sangue, e come os mortos tomando a forma de um que já comeu. Por causa do último habito, o espírito da palavra é por vezes utilizado para se referir a um ser humano comum, como um ladrão de túmulos, ou a qualquer um que se delicia com coisas macabras.

    Bahamut (em árabe: بهموت Bahamut) - É um peixe grande que pode viver na terra, às vezes descrito como tendo uma cabeça semelhante a de um hipopótamo ou elefante.
      
    MAOMÉ E O ISLÂ
     
    O Islamismo teve inicio quando um jovem árabe ficou revoltado com o poder exercido em Meca, um influente centro de adoração no oriente médio, onde existe a Caaba, que segundo a tradição islâmica foi originalmente construída por Adão, seguindo um protótipo celestial e depois do dilúvio reconstruída por Abraão e Ismael, seu filho com uma serva egípcia chamada Agar. Trata-se de um edifício em forma de cubo onde se reverencia um meteorito negro. 
    Incomodado e descontente com os ensinos da religião árabe, como o politeísmo e animismo, a imoralidade nas assembleias, as bebedeiras, jogatinas e danças, o sepultamento em vida de bebês do sexo feminino indesejados, entre outras coisas, este jovem que tinha o costume de ir a uma caverna meditar, afirmou que numa destas ocasiões recebeu um chamado de Deus para ser profeta. 
    Segundo a tradição mulçumana, um anjo chamado Gabriel lhe revelou a vontade divina. Depois de treze anos de perseguição por parte dos líderes religiosos árabes, ele transferiu seu centro de atividades de Meca para Medina ao norte. 
    Esta emigração tornou-se um marco importante na história islâmica, sendo esta data (622) o ponto de partida no seu calendário. Com o tempo Maomé como já era conhecido obteve domínio sobre Medina, tanto religioso como político. 
    Daí em diante Maomé reunificou as tribos árabes, nascendo assim uma doutrina religiosa ensinando a submissão a Alá, um Deus único e todo poderoso que escolheu Maomé como seu principal profeta, e o conjunto de seus escritos, 
    o Alcorão, como seu livro sagrado. Parecido com a fé cristã em alguns de seus ensinos, como de um Deus único, um livro sagrado e incentivo a uma vida devota a Deus, tal crença conquistou bilhões de adeptos, influenciando a vida e a religiosidade destas pessoas (Karen Armstrong, A History of God. Ballatine Books, 1993. ISBN 0-345-38456-3).
    Fonte:  http://deusesehomens.com.br/deuses/arabe/item/185-deuses-arabes
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1357
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 54
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

    - Tópicos similares

     
    Permissão deste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos neste fórum