Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Dezembro 2016
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1226 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Marcos T

Os nossos membros postaram um total de 1695 mensagens em 551 assuntos

Qual o Motivo da Renuncia do Papa Bento XVI?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Qual o Motivo da Renuncia do Papa Bento XVI?

Mensagem por Fco Oliveira em Dom Mar 24, 2013 1:16 pm



Bento XVI teria se decidido após ler resultado de investigação que pediu a 3
cardeais, que relataram corrupção e rede de prostituição gay no Vaticano.


Corrupção, disputa política e uma rede de prostituição homossexual envolvendo seminaristas e imigrantes irregulares.

As informações fazem parte de um dossiê de 300 páginas produzido por três cardeais a pedido do papa Bento XVI sobre a realidade da Igreja e que o teria convencido a tomar a decisão que há meses ele vinha estudando: sua renúncia.

As informações foram publicadas ontem pelo jornal italiano La Repubblica. Há uma semana, a revista Panorama também havia citado o mesmo informe, indicando que ele foi entregue ao papa no dia 17 de dezembro.

Perguntado sobre a veracidade do dossiê, Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, disse: "Não confirmamos nem negamos as informações". Segundo ele, "cada um precisa assumir suas responsabilidades".

"Foi naquele dia, com os papéis sobre sua mesa, que Bento XVI tomou a decisão que ele estava pensando há tanto tempo", apontou o jornal, afirmando que o documento estaria guardado num cofre, nos aposentos do papa, e será entregue a seu sucessor, para que uma ampla limpeza comece a ser realizada.

Os três cardeais que conduziram as investigações teriam chegado à constatação da existência de facções diferentes dentro da Cúria, uma das quais definidas por sua "orientação sexual".

Esse grupo de bispos e religiosos homossexuais teria criado uma espécie de rede de prostituição de seminaristas e até de imigrantes para servir ao alto escalão.

Os encontros entre esses bispos ocorreriam em diversos locais de Roma, em saunas e até mesmo na casa de um arcebispo italiano. Eles também teriam siso vítimas de chantagem.

O jornal italiano faz referência ao escândalo envolvendo Angelo Balducci, que em 2010 era assessor do papa.

Em escutas telefônicas, a polícia - que o investigava por corrupção - identificou como ele usava serviços do nigeriano Chinedu Thomas Ehiem, cantor da Capela Julia, na Basílica de São Pedro, para contratar jovens para serviços sexuais.

Os encontros ocorreriam em locais relacionados também com Marco Simeon, protegido do secretário de Estado, Tarcisio Bertone.

O nome de Simeon já havia aparecido em investigações sobre corrupção dentro da Igreja. Simeon também foi citado no caso da demissão de Ettore Gotti Tedeschi - o executivo-chefe do Banco do Vaticano que tentou limpar a instituição, sem sucesso.

Segundo o jornal, o documento vai "condicionar o conclave" a escolher um papa capaz de lidar com esse escândalo.

Não foi por “não ter mais forças” devido aos 85 anos que Bento XVI anunciou a renúncia do cargo de papa.

O jornal italiano “La Repubblica” apresenta dados de um dossiê de 300 páginas que chegou às mãos do pontífice em dezembro detalhando o que acontecia no Vaticano. Dentre elas, uma rede de prostituição masculina.

O agenciador dos jovens seminaristas seria o nigeriano Chinedu Thiomas Eheim, membro do coro da Reverenda Capela Musical da Sacrossanta Basílica de São Pedro.

Os encontros aconteciam no próprio Vaticano, mas também em saunas fora de Roma e numa residência universitária onde morava o diretor da TV Rai Vaticano, Marco Simeon, de 33 anos.

“Só digo que ele tem dois metros de altura, pesa 97 quilos, tem 33 anos e é completamente ativo, diz, ao telefone, o nigeriano, em uma ligação interceptada, a Angelo Balducci, que é investigado desde 2010 e teve seu telefone grampeado.

Balducci é presidente do Conselho Nacional Italiano de Obras Públicas.

O dossiê foi encomendado pelo próprio Bento XVI e elaborado entre abril e dezembro de 2012 por três cardeais veteranos, um deles, Josef Tomko, já foi diretor do serviço de contraespionagem do Vaticano no papado de João Paulo II.

Corrupção e desvio de dinheiro, dentre outros crimes, também constariam no dossiê. Com tudo isso sobre a mesa, Bento XVI renunciou.

Fonte: http://searanews.com.br/renuncia-do-papa-tem-a-ver-com-relatorio-sobre-lobby-gay-no-vaticano-diz-jornal-italiano/

Fco Oliveira
Admin

Mensagens : 1354
Reputação : -1
Data de inscrição : 13/07/2009
Idade : 54
Localização : Catanduva São Paulo

http://gideoes-ccb.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Qual o Motivo da Renuncia do Papa Bento XVI?

Mensagem por Fco Oliveira em Dom Mar 24, 2013 1:26 pm



O jornal italiano "La Repubblica" afirmou nesta quinta-feira (21) que o
Papa Bento XVI decidiu renunciar após ter recebido um "informe
ultrassecreto", elaborado por três cardeais, em que é denunciada uma
suposta trama de corrupção, sexo e tráfico de influências no Vaticano.

De acordo com o jornal, em uma reportagem assinada pela jornalista
Concita di Gregorio, o relatório que foi encomendado por Bento XVI a
três cardeais no ano passado - o espanhol Julián Herranz, o eslovaco
Jozef Tomko e o italiano Salvatore De Giorgi.

Após vazamentos de documentos confidenciais em um escândalo que ficou conhecido como VatiLeaks, revela um sistema de "chantagens" internas baseado em
fraquezas sexuais e ambições pessoais no clero.

saiba mais

  • Leia mais notícias sobre a renúncia de Bento XVI
O texto de 300 páginas, que se refere a um suposto "lobby gay" dentro
do Vaticano, foi entregue em dezembro ao pontífice, segundo a
jornalista, que não esclarece como teve acesso ao documento.

"Fantasias, invenções, opiniões", retrucou o porta-voz do Vaticano, o
padre Federico Lombardi, após advertir que não comentaria a reportagem e
dizer que os cardeais citados não aceitarão conceder entrevistas.

Com o título "Não fornicarás, nem roubarás, os mandamentos violados no
informe que sacudiram o Papa", o jornal sustenta que o ancião cardeal
espanhol Herranz, da ordem Opus Dei;

Ilustrou ao Papa no dia 9 de
outubro do ano passado, os "assuntos mais escabrosos" do relatório, em
particular a existência de uma "rede transversal unida pela orientação
sexual".

"Pela primeira vez a palavra homossexualidade foi pronunciada no gabinete papal", relata a jornalista.

O "La Repubblica" sustenta que, durante oito meses, os cardeais
interrogaram muitos prelados e laicos, dividindo-os por congregação e
nacionalidade, e estabeleceram que existem vários grupos de pressão
dentro do Vaticano, entre eles um sujeito a chantagem, a "impropriam
influentiam", por sua homossexualidade.

Outro grupo é especializado em montar e desmontar carreiras dentro da
hierarquia vaticana e outro ainda aproveita para usar recursos
multimilionários para seus próprios interesses à sombra da cúpula de São
Pedro através do Banco do Vaticano, segundo a publicação.

Em uma publicação especial, a revista "Panorama" defende que o
documento será determinante para a eleição do sucessor de Bento XVI, em
um artigo assinado por Ignazio Ingrado.

Para as duas publicações, o Papa se convenceu que um sucessor mais
jovem, forte e enérgico é o melhor indicado para fazer uma limpeza na
instituição milenária e por isso teria decidido deixar o Trono de Pedro
no próximo dia 28 de fevereiro.

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/renuncia-sucessao-papa-bento-xvi/noticia/2013/02/bento-xvi-decidiu-sair-apos-relatorio-sobre-chantagens-internas-diz-jornal.html

Fco Oliveira
Admin

Mensagens : 1354
Reputação : -1
Data de inscrição : 13/07/2009
Idade : 54
Localização : Catanduva São Paulo

http://gideoes-ccb.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Qual o Motivo da Renuncia do Papa Bento XVI?

Mensagem por Fco Oliveira em Ter Nov 05, 2013 2:01 pm



Bento XVI Escondido no Vaticano. Procurado por Assassinar Crianças em Rituais de Sacrifício Satânicos.

Esta declaração foi emitida em 28 de outubro de 2013 pela Direção Central do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado, em Bruxelas, na Bélgica.
Toos Nijenhuis da Holanda confirma ritual de sacrifício de crianças pelo papa Bento XVI na Assessoria da Mídia Global do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado (ITCCS) em sua Direção Central, em Bruxelas.

“Eu vi Joseph Ratzinger assassinar uma menina”: confirma testemunha de um ritual de sacrifício ocorrido em 1987, Toos Nijenhuis da Holanda

Nova prova de culpa do Vaticano leva políticos italianos a enfrentar o Papa Francisco no próximo processo judicial da Lei Comum anunciada – O Papado revida fazendo ataques contra o ITCCS.

A Breaking News Resume:
O processo criminal de outro Papa se aproximou da realidade este mês quando políticos italianos concordaram em trabalhar com as ITCCS em uma ação judicial de direito comum contra o papado […]

O acordo veio depois que uma nova testemunha confirmou o envolvimento de Ratzinger em um ritual de sacrifício de crianças na Holanda, em agosto de 1987.

“Eu vi Joseph Ratzinger assassinar uma menina em um castelo francês, no outono de 1987″, afirmou a testemunha, que foi uma participante regular na tortura e ritual de culto e assassinato de crianças.

“Era feio e horrível, e isso não aconteceu apenas uma vez. Ratzinger muitas vezes participou. Ele e o cardeal católico holandês Alfrink e o fundador Bilderberger, assim como o Príncipe Bernhard, foram alguns dos homens mais proeminentes que participaram.”

Esta nova testemunha confirma o relato de Toos Nijenhuis, uma mulher holandesa que veio a público em 08 de maio como testemunha ocular de crimes semelhantes envolvendo Ratzinger, Alfrink e Bernhard. (Ver: http://youtu.be/-A1o1Egi20c )

Logo após a sua demissão histórica do cargo de papa em 11 de fevereiro, Joseph Ratzinger foi condenado por crimes contra a humanidade em 25 de fevereiro de 2013 pelo Tribunal de justiça em Direito Comum Internacional e por cidadãos globais com sede em Bruxelas que emitiram um mandado de prisão contra ele.
Desde então, ele tem fugido e evitado ser preso dentro da cidade do vaticano sob um decreto do atual Papa Francisco.

O surgimento desta nova evidência da cumplicidade do vaticano no assassinato de crianças levou um grupo de políticos italianos a concordar em trabalhar com as ITCCS para enfrentar o papado com a lei da Corte da Justica Comum contra o atual Papa Francisco, Jorge Bergoglio, por acolher e esconder Ratzinger e pela sua própria cumplicidade em crimes de guerra.
Os políticos tem estado em negociações a portas fechadas com representantes ITCCS desde 22 de setembro.

“Nós estamos fazer uma revisão e não abolir Tratado de Latrão do nosso país com o Vaticano, cujas ações em abrigar estupradores de crianças certamente atendem à definição de uma organização criminosa transnacional no âmbito do direito internacional”, afirmou um porta-voz de um dos políticos.

Em resposta, durante a mesma semana de 7 de outubro, quando essas novas alegações vieram à tona, o Vaticano iniciou uma série de ataques contra grupos ITCCS na Europa envolvidos em documentar o envolvimento da Igreja no ritual de culto assassinato.

Agentes pagos sabotaram o trabalho do ITCCS na Holanda e na Irlanda, durante essa semana, e em 14 de outubro, o site principal ITCCS foi destruído pelos mesmos sabotadores.

Fontes políticas em Roma, revelaram que esses ataques foram pagos e coordenados pelo Escritório da agência de espionagem do Vaticano conhecida como a “Santa Aliança” ou a entidade e seus filiados, o Sodalício Pianum, fundada em Roma, em 1913.
Eles também envolveram os agentes do Núncio Apostólico da Holanda, o arcebispo André Dupuy, que fez o contato direto com dois dos sabotadores “, Mel e Richard Ve”, e com o arcebispo de Dublin, Diarmuid Martin, que também pagou suborno para atrapalhar e impedir ITCCS de trabalhar na Irlanda.

“Obviously the Vatican is panicking. This is a good sign” commented ITCCS Field Secretary Kevin Annett today from New York City.

“Obviamente, o Vaticano está em pânico. Isso é um bom sinal “, comentou o Secretário de Campo do ITCCS Kevin Annett hoje de Nova Iorque.

“A maré política mudou contra a igreja, não é mais possível se esconder dos assassinos de crianças atrás do Tratado de Latrão.
E, em sua agonia, a hierarquia da Igreja está usando seus métodos usuais de mentiras e desinformação tentando mudar o foco de sua própria culpa criminal.”

Em resposta a essa descoberta e os renovados ataques a seu trabalho, a Direcção Central ITCCS em Bruxelas fez hoje o seguinte anúncio para mídia mundial e de suas afiliadas nos vinte e seis países:

1. No mês de novembro, a nossa rede vai convocar uma conferência de imprensa mundial em Roma, com políticos italianos e anunciar uma nova fase de nossa campanha para desestabilizar o poder secular do Vaticano.
Esta campanha irá incluir o lançamento de uma nova ação judicial de direito comum contra o atual Papa Francisco e seus agentes por cumplicidade em crimes contra a humanidade e participacão em rituais em cultos e assassinatos.

2. Para salvaguardar esses esforços, p nosso Web site principal em www.itccs.org foi restaurado e protegido com novos recursos de segurança. Além disso, a partir de agora, todas as seções ITCCS irá operar sob uma Carta oficial, que todos os membros devem assinar e jurar. Uma cópia desta carta será afixada no itccs.org e distribuída em todas as nossas seções.

3. A título de informação, no nosso site na televisão ex-www.itccs.tv foi comprometida e apreendidas pelos agentes pagos conhecidos pelos apelidos “Mel e Richard Ve”, que estão agindo em oposição deliberada aos ITCCS para denegrir o nosso trabalho e o bom nome de Kevin Annett, nosso Secretário. Nem “Mel e Richard Ve” e nem o site itccs.tv é parceiro ou de qualquer forma representam os ITCCS.

4. Jorge Bergoglio (aliás Papa Francisco) e outras autoridades do Vaticano estão agora sob investigação criminal por crimes hediondos que envolvem o tráfico, tortura e assassinato de crianças.
Aconselhamos a todas as pessoas a abster-se de ajudar Bergoglio e seus agentes, sob pena de condenação sumária por participar de uma conspiração criminosa comprovada que emana da Curia e do Gabinete do Romano Pontífice.

https://www.facebook.com/ufologiaparacientifico
Fonte original: http://itccs.org/2013/10/28/i-saw-joseph-ratzinger-murder-a-little-girl-eyewitness-to-a-1987-ritual-sacrifice-confirms-account-of-toos-nijenhuis-of-holland/

Fco Oliveira
Admin

Mensagens : 1354
Reputação : -1
Data de inscrição : 13/07/2009
Idade : 54
Localização : Catanduva São Paulo

http://gideoes-ccb.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Qual o Motivo da Renuncia do Papa Bento XVI?

Mensagem por Fco Oliveira em Ter Nov 05, 2013 2:35 pm

Papa Bento XVI, estaria envolvido no sacrificio de crianças na França!

 BRUXELAS - Políticos italianos concordaram em trabalhar com a ITCCS, em uma ação de direito comum contra o deposto Papa Bento XVI, Joseph Ratzinger.
 
 A ação veio depois de uma nova testemunha confirmar o envolvimento de Ratzinger em um ritual de sacrifício de crianças na Holanda , em agosto de 1987.
 
 "Eu vi Joseph Ratzinger assassinar uma menina em um castelo francês , no outono de 1987 ", afirmou a testemunha, que participou regularmente no ritual de tortura e assassinato de crianças .
 
 "Era feio e horrível, e isso não aconteceu apenas uma vez. Ratzinger muitas vezes participou . Ele e Dutch (cardeal católico) Alfrink  ( Bilderberger fundador ) e Príncipe Bernhard foram alguns dos homens mais proeminentes que participaram . "
 
 Esta nova testemunha confirma o relato de Toos Nijenhuis , uma mulher holandesa que veio a público em 08 de maio como testemunha ocular de crimes semelhantes envolvendo Ratzinger, Alfrink e Bernhard .
 
 Logo após ter deixado o papado no dia 11 de fevereiro, Joseph Ratzinger foi condenado por crimes contra a humanidade em 25 de fevereiro de 2013 pelo Tribunal com sede em Bruxelas o Direito Internacional Comum de Justiça emitiu de prisão contra ele. Desde então, ele tem fugido da prisão no Vaticano sob um decreto do atual Papa Francisco .
 
 O surgimento desta nova evidência de cumplicidade no assassinato de crianças levou um grupo de políticos italianos a concordar em trabalhar com as ITCCS para enfrentar o papado com um caso  contra o atual Papa Francisco , Jorge Bergoglio, por causa de seu acolhimento a Ratzinger e sua própria cumplicidade em crimes de guerra.

Os políticos estam em negociações fechadas com representantes do ITCCS desde 22 de setembro.
 " Nós estamos olhando para a revisão de não abolir Tratado de Latrão do nosso país com o Vaticano , cujas ações estão abrigando estupradores de crianças, e certamente atendem à definição de uma organização criminosa transnacional no âmbito do direito internacional ", afirmou um porta-voz de um dos políticos.

 Em resposta, durante a mesma semana de 7 de outubro , quando essas novas alegações vieram à tona, o Vaticano iniciou uma série de ataques contra grupos do ITCCS na Europa envolvidos em documentar o envolvimento da Igreja em rituais de assassinatos contra crianças.

 Agentes pagos sabotaram o ITCCS em trabalhos na Holanda e na Irlanda, e no dia 14 de Outubro o site principal do ITCCS foi destruido.

 Fontes políticas em Roma , revelaram que esses ataques foram pagos e coordenados pelo Escritório da agência de espionagem do Vaticano conhecida como a " Santa Aliança ".

As fontes também envolveram os agentes do Núncio Apostólico na Holanda , o arcebispo André Dupuy , que fez o contato direto com dois dos sabotadores ", Mel e Richard Ve " , e com o arcebispo de Dublin, Diarmuid Martin, que também pagou suborno para atrapalhar os trabalhos do ITCCS na Irlanda.

 "Obviamente, o Vaticano está em pânico . Este é um bom sinal ", comentou hoje de Nova York o Secretário Kevin Annett do ITCCS.

 " A maré política mudou contra a igreja , e não é mais possível para os assassinos de crianças em trajes que se escondem atrás do Tratado de Latrão.

E em sua agonia, a hierarquia da Igreja está usando seus métodos usuais de mentiras e desinformação a mudar o foco de sua própria culpa criminal. "

 Em resposta a essa descoberta e os renovados ataques a seu trabalho, a Direção Central do ITCCS em Bruxelas fez hoje o seguinte anúncio para mídia mundial e para suas afiliadas nos vinte e seis países:

 1 . No mês de novembro , a nossa rede vai convocar uma conferência de imprensa mundial em Roma, com políticos italianos para anunciar uma nova fase da nossa campanha para desestabilizar o poder secular do Vaticano.

Esta campanha irá incluir o lançamento de uma nova ação judicial de direito comum contra a atual Papa Francisco e seus agentes por cumplicidade em crimes contra a humanidade e assassinato de crianças em rituais.

 2 . Para salvaguardar esses esforços, nosso Web site principal em www.itccs.org foi restaurado e protegido com novos recursos de segurança . Além disso, a partir de agora , todas as seções ITCCS irá operar sob uma Carta oficial, que todos os membros devem assinar e jurar . Uma cópia desta carta será afixada no itccs.org e distribuído para todas as nossas seções.

 3. A título de informação , o nosso site na televisão ex- www.itccs.tv foi comprometido e apreendidos pelos agentes pagos conhecidos pelos apelidos " Mel e Richard Ve " , que estão agindo em oposição deliberada aos ITCCS para denegrir o nosso trabalho e para o bem nome de Kevin Annett , nosso Secretário. Nem " Mel e Richard Ve ", nem o site itccs.tv é parceiro nem de qualquer forma representam os ITCCS .

 4 . Jorge Bergoglio (Papa Francisco ) e outras autoridades do Vaticano estão agora sob investigação criminal por crimes hediondos que envolvem o tráfico , tortura e assassinato de crianças .   

Aconselhamos todas as pessoas a abster-se de ajudar Bergoglio e seus agentes , sob pena de condenação sumária por participar de uma conspiração criminosa comprovado que emana da Curia e do Gabinete do Romano Pontífice.

 Esta declaração foi emitida em 28 de outubro de 2013 pela Direção Central do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado , em Bruxelas , na Bélgica. Postado por Marcus Casagrande às 12:07

Fco Oliveira
Admin

Mensagens : 1354
Reputação : -1
Data de inscrição : 13/07/2009
Idade : 54
Localização : Catanduva São Paulo

http://gideoes-ccb.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Qual o Motivo da Renuncia do Papa Bento XVI?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:12 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum