Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Julho 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1253 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de EXCCB

Os nossos membros postaram um total de 1729 mensagens em 557 assuntos
Anuncios

    Não há anúncios disponíveis.


    A Origem do Nascimento de Yeshua ou Jesus!

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

    A Origem do Nascimento de Yeshua ou Jesus!

    Mensagem por Fco Oliveira em Qua Ago 03, 2011 5:17 pm



    A ORIGEM DO NASCIMENTO DE JESUS (YESHUA)

    Bem sei que a crença predominante, no cristianismo, é de que Yeshua teve
    um nascimento miraculoso, e que nasceu de uma virgem chamada Maria.

    De acordo com descoberta arqueológica na biblioteca do convento de Santa
    Catarina, foram encontrados os manuscritos do evangelho de Mateus,
    conhecido como Sírio Sinaítico.

    As maiores autoridades em arqueologia
    atestam ser um texto original que deve pertencer ao segundo século (Bíblia de Jerusalém – Ed. Vozes. Comentário do 1° capítulo do Ev de Mateus).

    Com esta descoberta, é possível ler que José marido de Maria é o pai biológico de Yeshua.

    Esta descoberta desmonta a crença cardeal do cristianismo. Traz luz para muitos e da a entender no texto de Isaias c. 7 v. 14 que a mulher aí
    anunciada não era Maria e nem uma virgem. A final a promessa de Gênesis
    três verso 15, é que o descendente é filho de mulher.

    O evangelho de Mateus em Siríaco chama a atenção ao fato de que o
    nascimento virginal é uma montagem feita com a finalidade de mostrar um avatar (gerado por um espírito), como nas religiões pagãs. Este evangelho de Mateus
    mostra que o verdadeiro pai de Jesus é José, descendente do rei David.

    Contudo ser descendente do rei David não é suficiente para ser o mashiach,
    pois precisa também cumprir o que está escrito nas profecias. Bem
    sabemos que David era descendente da tribo de Judá, e que um
    descendente seu se levantará com a missão de restabelecer o reino a
    Israel. E isso não aconteceu até hoje.

    Outra descoberta arqueológica no ano de 1947, nas grutas de Qumram,
    localizada as margens do Mar Morto, onde diversos manuscritos foram
    deixados por judeus que lá viveram em época bem distante. Estes
    pergaminhos foram conservados dentro de talhas de cerâmica até esta
    data.

    Conferindo as descobertas com o atual texto viu-se que há diferença no capítulo 7 e verso 14 de Isaias. O manuscrito encontrado nos diz da seguinte
    forma: “... eis que a moça grávida dará a luz a um filho...”. Hoje temos traduções que estão corrigidas e voltando a sua forma original, conforme está escrito no original hebraico.

    O conceito do “nascimento virginal” é para o que está acostumado a ler a Bíblia baseada na “versão dos setenta” (a septuaginta maldita), que
    para os judeus é considerada o 2º bezerro de ouro, que foi a grande
    causa da idolatria para o mundo.

    Deixaram o Criador para adorar a criatura.

    De acordo com a história, Yeshua não foi o primeiro a nascer de uma virgem. Por certo há pessoas que não sabem disto, ou não estão preocupadas de verdade com o modo de crer. Veremos a seguir alguns casos relatados na mitologia, de pessoas que supostamente nasceram de forma miraculosa.

    Na Pérsia, Zoroastro foi o primeiro dos redentores do mundo, segundo eles, a ser aceito como nascido de uma virgem.

    No Egipto, bem antes do surgimento do cristianismo, o povo já tivera vários
    deuses, Segundo eles, nascido de virgens por concepção divina.

    Segundo os Egípcios, Horus filho de Isis e Rá nascera de virgem.
    A Índia teve um grande avatar, encarnação por concepção divina, tendo dois
    deles levado o nome de Chrisshina o salvador de cuja mãe Devaki.

    Segundo conta a fábula, que por sua pureza, fora escolhido para tornar-se à mãe de Deus. Buda foi considerado por todos os seus seguidores como gerado por Deus e nascido de uma virgem chamada Maia. O poder divino chamado Shing Shin, desceu sobre a virgem Maia e concebeu a Buda.

    Os Siameses tinham igualmente um Deus e salvador nascido de uma virgem e que eles
    chamam de Codom. A jovem foi avisada de que se tornaria mãe de um
    grande mensageiro de Deus, concebeu através de raios de sol de natureza
    divina.

    Quando os primeiros missionários Jesuítas visitaram a China, ficaram surpresos por encontrarem na religião pagã daquela terra a
    historia de um mestre redentor que nascera de uma virgem em 3.468 anos
    antes de Yeshua.

    Lao-Tse, o famoso Deus Chinês, também nascera de uma virgem de pele negra, sendo descrita como bela e maravilhosa como o jaspe.
    Como mostrei acima, Yeshua não foi o primeiro desta lista de seres mitológicos a nascer de virgem.

    Leia cuidadosa o texto de Isaias 7:14, ao ler o texto anterior e o
    posterior (1 ao 16), e verás que esta profecia se cumpriu
    aproximadamente 700 anos antes de Yeshua nascer.

    Esta profecia foi um sinal para o rei Acaz e que aconteceu em sua época, e observe que este sinal foi dado exclusivamente ao Rei Acaz (7:10-11).

    O Emanuel deste texto, não é outra pessoa senão o seu filho, o rei
    Ezequias, o restaurador de Israel, para isso basta confirmar com a
    leitura dos textos a seguir: II Crônicas 29-31.

    Ele foi o Emanuel (conosco está Deus), que reinou em lugar de Acaz e
    aboliu a idolatria e purificou o templo sagrado de Jerusalém, como
    resultado o povo voltou-se ao Verdadeiro Deus, através da obediência a
    torá.

    Todo o festival religioso foi restabelecido e como consequência e a glória
    do Eterno (shechiná) se manifestaram em Israel (II Crônicas 28:27;
    31:1). Desta forma o povo pode dizer [i]“conosco está Deus”.

    Shechiná que é a glória do Eterno manifestada em meio ao seu povo, por
    intermédio do rei praticante da justiça e preocupado em cumprir o que
    determina a torá. O termo “conosco está Deus” não tem conotação com a
    vinda de um homem a imagem de Deus como é ensinado pelo apostolo Paulo
    (Fil.2:15).

    Louvado seja o grande Deus Yahuh dos Exércitos.
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1360
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

    - Tópicos similares

     
    Permissão deste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos neste fórum