Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Setembro 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1262 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de claudio lima

Os nossos membros postaram um total de 1747 mensagens em 569 assuntos
Anuncios

    Não há anúncios disponíveis.


    Vamos Conhecer o Deus de amor dos Cristãos e dos Judeus!

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

    Vamos Conhecer o Deus de amor dos Cristãos e dos Judeus!

    Mensagem por Fco Oliveira em Sab Jul 23, 2011 6:29 am



    CONHECENDO O DEUS DE AMOR INFINITO DO CRISTIANISMO E DO JUDAÍSMO, O DEUS QUE CRIOU TODAS AS COISAS PARA O HOMEM, PORQUE OS AMAM E AO MESMO TEMPO QUE AMA O HOMEM, AMA MAIS MATAR OS HOMENS DO QUE SIMPLESMENTE CONVERTER O SEU CORAÇÃO REBELDE.

    Como está escrito:
    "Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor." - I João 4:8; que amor é este? Depois de amaldiçoar toda a humanidade pelo erro de apenas duas pessoas (Gênesis 3:14-19);

    Depois de afogar quase toda a vida inutilmente, pois o mal continuou (Gênesis 6-7, Gênesis 8:21);
    Depois de criar leis cruéis, intolerantes, absurdas, supersticiosas e preconceituosas (Levítico 15:19, Êxodo 21:20-21, Deuteronômio 22:21, Levítico 21.18-20, Deuteronômio 25:11,12, etc);

    Depois de matar pessoas e animais inocentes que nada tinham a ver com as decisões do Faraó (Êxodo 12:29, Êxodo 9:3-6);
    Depois de matar muitos do seu próprio povo escolhido apenas por estarem insatisfeitos (Números 14:27-29);
    Depois de provocar o genocídio dos vários povos (Deuteronômio 7:1);

    Depois de matar um homem apenas por não querer engravidar a mulher do próprio irmão (Gênesis, 38:08-10);
    Depois de matar um homem apenas por ter catado lenha no sábado (Números 15 32-36);
    Depois de matar fulminado duas pessoas apenas por terem mentido sobre a venda de um terreno (Atos 05:1-10);

    Depois de ameaçar com castigos eternos os que Nele não crerem (João 3:18, Lucas 10:10-16, João 3:18, Apocalipse 21:Cool;
    Depois de matar uma mulher apenas por ter olhado para trás (Gênesis 19:26);
    Depois de matar dezenas de jovens apenas por terem zombado de um profeta seu (II Reis 2:24);

    Depois de dizer que ele mesmo criou o mal, o surdo, o mudo e o cego (Isaías 45:7, Êxodo 4:11);
    Depois de dizer que no seu julgamento final haverá os piores horrores (Lucas 21:23, Apocalipse 6:8, Apocalipse 9:6);
    Depois de queimar vivas várias pessoas (II Reis 10-13, Números 11:1);



    Depois de exigir que matassem as mulheres casadas e guardassem as virgens (Números 31:17-18);
    Depois de afogar cerca de 2000 porcos que possuíam dono (Marcos 5:11-13);
    Depois de impedir que um homem fosse ao velório do seu pai (Mateus 8:21-22);

    Diante de tantos fatos reais, se existe este SER que dirige o mundo com ódio, morte e destruição, não nos parece um SER que conheça realmente o que é amar alguém; a não ser que este amor que dele se escreve, seja o amor por matar as pessoas, queimando-as no fogo.

    E Deus amou o mundo de tal maneira, que não poupou a vida do seu próprio filho, para que todo aquele que Nele crê, tenha a vida eterna. Jo. 3;16; esta frase foi a pior de todas escrita na bíblia. Porque? Se realmente Deus nos ama, não era preciso matar o seu Filho inocente, bastava Deus ter convertido ou restaurado o mundo que Ele criou e acabado com o mal da face da terra e tudo estaria no jardim novamente!

    Mais Deus prefere antes matar pessoas inocentes, não poupando a vida do seu próprio Filho que não tinha nada a ver com o pecado do homem, do que desfazer o erro que Ele criou, pois, o mal é realmente o pior erro que Deus já criou.

    Tudo isto é predicativo do Deus dos cristãos e dos judeus, não são predicativos do Criador do Céu e da terra, este SER adorável que nos criou e nos abandonou nas mãos do destino, É PIOR EM MATÉRIA DE AMOR! Criar um filho, é dá a ele carinho, amor, proteção e afeto e está presente em toda a sua infância e juventude, não é só fazer e abandoná-lo ao destino.

    O difícil é saber quem é o mais malvado de todos os Deuses, se o Deus dos cristãos e Judeus que ama matar as pessoas e queima-la no fogo do inferno ou o nosso pai que nos criou e nos abandonou ao destino incerto e sumiu da face da terra! Deixando a nossa mãe terra, incumbida de nos criar sem a sua presença.

    As vezes eu afirmo às pessoas que o Deus descrito na bíblia, não é o nosso Pai Eterno que nos criou e nem o Yeshua/Jesus é o Salvador do mundo; mas olhando os fatos reais da nossa vida, o nosso Pai Criador é pior do que o Deus da bíblia!



    O Deus da bíblia foi uma criação do próprio homem, tudo o que foi feito em nome Dele, foi realizado pelo o dedo do homem e o nosso Criador que simplesmente sumiu? Nunca falou e nem veio nos fazer se quer uma visita, para ver como estamos ou se estamos precisando Dele!?

    Oh Eterno Pai, tenha compaixão de nós, venha nos visitar e nos dizer o que fazer para lhe servir com amor e dedicação, por favor...


    Última edição por Gideão da CCB Livre em Sab Jan 04, 2014 3:38 pm, editado 3 vez(es)
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: Vamos Conhecer o Deus de amor dos Cristãos e dos Judeus!

    Mensagem por Fco Oliveira em Sab Jul 23, 2011 6:45 am



    VAMOS CONHECER OS PREDICATIVOS DO SUPOSTO MESSIAS, QUE RESTAURAÇÃO FOI ESSA, QUE ESTE MESSIAS FEZ, TRAZENDO A GUERRA, A ESPADA, A INIMIZADE; QUE AMOR É ESTE DESTE MESSIAS?

    Depois de humilhar uma mulher que buscava a cura para a filha chamando-a de cadela (Mateus 15:22-27);
    Depois de assegurar que não veio trazer a paz, mas a espada e a desavença na família (Mateus 10:34,37);

    Depois de ameaçar com castigos eternos os que Nele não crerem (João 3:18, Lucas 10:10-16, João 3:18, Apocalipse 21:8;
    Depois de dizer que no seu julgamento final haverá os piores horrores que é a doutrina do medo (Lucas 21:23, Apocalipse 6:8, Apocalipse 9:6);

    O Messias dos cristãos e dos judeus messiânicos, que veio sem cumprir nenhuma das profecias do tana'ch, ele só cumpriu uma coisa: o ódio que o seu pai tem pelos os humano! Pois o pai deste falso Messias diz que nos ama:

    Depois de matar uma criança inocente pelo erro do rei que ele mesmo escolheu (II Samuel 12:14,15);
    Depois de castigar com pragas terríveis seus desafetos (Números 16:41-50, Números 25:9, II Samuel 5:6, II Samuel 24:15, etc)

    Depois de sadicamente enganar seu povo escolhido (Números 11:18-20 e Números 18:31,32);
    Depois de ordenar o massacre de crianças, idosos e mulheres grávidas (Deuteronômio 32:25, Ezequiel 9:6, Deuteronômio 2:33,34);

    Depois de muitos outros incontáveis atos violentos, cruéis, intolerantes e sangrentos cometidos diretamente ou incentivados por Deus... João diz que "Deus é amor", só não sabemos que amor é este! Deve que o amor que Deus e seu Filho Jesus Cristo conhecem, seja o ódio, o desejo de sangue, de ver as pessoas sofrendo no fogo do inferno, na miséria, na fome etc.


    Última edição por Gideão da CCB Livre em Dom Dez 15, 2013 4:50 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: Vamos Conhecer o Deus de amor dos Cristãos e dos Judeus!

    Mensagem por Fco Oliveira em Sab Jul 23, 2011 6:49 am

    Riong em Seg Jul 18, 2011 10:44 am

    Eu tambem acho estranho isso, como pode ele ter mandado matar ou matado tanta gente inocente??? Criou a lei Não mataras e depois manda matar!!!

    João conhecia a Torah, todos os Escritos do Tanakh, leu as tristes ordenanças de Deus, e mesmo assim define Deus como um Ser de Amor, Sera que o povo daquela epoca entendia melhor do que nós os motivos das decisões de Deus do que nós seres humanos contemporaneos???

    O povo Judeu aceita numa boa as leis, que interpretações e entendimentos eles tem que nós não temos?
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: Vamos Conhecer o Deus de amor dos Cristãos e dos Judeus!

    Mensagem por Fco Oliveira em Sab Jul 23, 2011 6:50 am

    Nobres amigos a paz esteja convosco, concordo plenamente com vocês, realmente dá vontade de rir, ao ler este versículo! Além do mais, os judeus messianicos dizem que Deus é amor e justiça... O único problema é encontrar justiça nestes atos horrendo que foram feito a mando deste Deus dos judeus.

    Vejam o que foram feito nestes videos:

    1-

    2-

    Eu estive pensando outro dia, será se os judeus não dizem, falam o nome do Deus deles ao mundo, não será porque eles tem vergonha de afirmar que eles também adoram o Deus Sol Invicto como todos os pagãos do mundo?

    Eu continuo achando que tudo isto que foi feito em nome deste Deus dos judeus, foram feito aos demônios e não ao Criador, pois eu não acredito que o Criador tenha prazer na morte das pessoas, se ele criou a vida! O que se sabe, é que o Eterno Criador não liga muito pras pequenas coisas e é ai que os demônios aprontam em nome Dele e ele não está nem ai com a peteca.

    O que está mais do que claro, é que esta bíblia não foi inspirado pelo o Espírito do Eterno Criador, isto eu tenho certeza; porque é impossivel que um SER que tem todo o poder, a Ôniciencia de tudo, a Ônipotencia de tudo e a Ônipresencia de tudo e não sabe o mal que fez à humanidade, ao criar o MAL? É muito dividoso tudo isto.

    Diante dos fatos vividos, escritos e registrado no mundo, temos que concordar com o que disse este video: o Deus dos Cristãos e dos judeus é o ser mais perverso do mundo!


    Última edição por Admin em Qua Jan 25, 2012 10:36 am, editado 1 vez(es)
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: Vamos Conhecer o Deus de amor dos Cristãos e dos Judeus!

    Mensagem por Fco Oliveira em Sab Jul 23, 2011 6:52 am

    Riong em Seg Jul 18, 2011 2:09 pm

    FCO Oliveira

    Mais eu não entendo esse Salmo, 19:7 A lei do Senhor é perfeita

    Se ele visse que tudo era repulsivo, porque define a lei do Pai como perfeita ?

    Interessante esse video que você postou de que a Biblia é repulsiva, bom, na maioria eu concordo, exceto em uma coisa, as escrituras aprovarem tipo grave de escravidão

    A Escritura não condena especificamente a prática da escravidão. Ela dá instruções sobre como os escravos deveriam ser tratados (Deuteronômio 15:12-15; Efésios 6:9; Colossenses 4:1), mas não a declara ilegal. Muitos vêem isto como se as Escrituras permitisse todas as formas de escravidão. O que muitas pessoas falham em entender é que a escravidão nos tempos Escriturais era muito diferente da escravidão praticada nos últimos séculos em muitas partes do mundo. A escravidão relatada nas Escrituras não era baseada em raça. As pessoas não eram escravizadas por causa da sua nacionalidade ou pela cor da sua pele. Naquela época, a escravidão era mais um status social. As pessoas vendiam a si mesmas quando não conseguiam pagar os seus débitos ou sustentar a sua família. Nas Escrituras Gregas Cristãs ["novo testamento"], algumas vezes médicos, advogados e até políticos eram escravos de alguém mais. Algumas pessoas escolhiam ser escravas para ter todas as suas necessidades providas pelo seu senhor.

    A escravidão dos últimos séculos era freqüentemente baseada exclusivamente na cor da pele, ou seja, de sua Raça. Os negros eram considerados escravos por causa da sua nacionalidade – muitos donos de escravos realmente acreditavam que os negros eram “seres humanos inferiores” em relação aos brancos. A Escritura definitivamente condena a escravidão baseada na raça. Considere a escravidão vivida pelos Hebreus quando eles estavam no Egito. Os Hebreus eram escravos, não por escolha, mas porque eles eram Hebreus (Êxodo 13:14). As pragas que o Eterno lançou sobre o Egito demonstram como o Eterno se sentia em relação à escravidão racial (Êxodo 7-11). Então, sim, a Escritura condena algumas formas de escravidão. O ponto chave é que a escravidão permitida na Escritura de forma alguma se parecia com a escravidão racial que contaminou o nosso mundo no decorrer dos séculos.

    Outro ponto importante a ser analizado é que o propósito da vida é mostrar o caminho para a salvação, não reformar a sociedade. A Escritura freqüentemente aborda os assuntos de dentro para fora. Se uma pessoa tem amor, misericórdia e a graça de Elohim, recebendo a Sua salvação – O Altissimo irá reformar a sua alma, mudando a forma como ela pensa e age. Uma pessoa que recebeu o dom da salvação tera liberdade da escravidão do pecado, enquanto Deus reforma a sua vida, irá se dar conta que escravizar outro ser humano é errado. Uma pessoa que verdadeiramente recebeu o Pai irá se tornar graciosa para com os outros. Esta seria a solução para acabar com a escravidão.

    Sobre trabalhar no Sabado

    Isaías 56:6 Nessa passagem os estrangeiros também deveriam guardar o sábado.
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: Vamos Conhecer o Deus de amor dos Cristãos e dos Judeus!

    Mensagem por Fco Oliveira em Sab Jul 23, 2011 7:04 am

    Mashmid em Ter Jul 19, 2011 4:35 pm Disse:

    Olá Riong!

    Vc disse:

    O que muitas pessoas falham em entender é que a escravidão nos tempos Escriturais era muito diferente da escravidão praticada nos últimos séculos em muitas partes do mundo. A escravidão relatada nas Escrituras não era baseada em raça. As pessoas não eram escravizadas por causa da sua nacionalidade ou pela cor da sua pele. Naquela época, a escravidão era mais um status social. As pessoas vendiam a si mesmas quando não conseguiam pagar os seus débitos ou sustentar a sua família.


    Na verdade vc está comentendo erros de hermenêutica.
    Não leia apenas o versículo isolado que fala da escravidão, leia o contexto inteiro.
    O texto onde diz que as pessoas (judeus) se vendiam por causa de um dívida, não se aplica aos gentios.

    Leia o texto com atenção:
    (Levítico 25:38) - Eu sou o SENHOR vosso Deus, que vos tirei da terra do Egito, para vos dar a terra de Canaã, para ser vosso Deus.
    (Levítico 25:39) - Quando também teu irmão (JUDEU) empobrecer, estando ele contigo, e vender-se a ti, não o farás servir como escravo.
    (Levítico 25:40) - Como diarista, como peregrino estará contigo; até ao ano do jubileu te servirá;
    (Levítico 25:41) - Então sairá do teu serviço, ele e seus filhos com ele, e tornará à sua família e à possessão de seus pais. (POSSESSÃO DE SEUS PAIS)
    (Levítico 25:42) - Porque são meus servos (JUDEUS), que tirei da terra do Egito; não serão vendidos como se vendem os escravos.
    (Levítico 25:43) - Não te assenhorearás dele com rigor, mas do teu Deus terás temor.

    Agora, a parte que fala dos GENTIOS:

    (Levítico 25:44) - E quanto a teu escravo ou a tua escrava que tiveres, serão das nações que estão ao redor de vós; deles comprareis escravos e escravas.
    (Levítico 25:45) - Também os comprareis dos filhos dos forasteiros que peregrinam entre vós, deles e das suas famílias que estiverem convosco, que tiverem gerado na vossa terra; e vos serão por possessão.

    E MAIS UMA ADVERTÊNCIA PARA NÃO ESCRAVIZAR A JUDEUS:

    (Levítico 25:46) - E possuí-los-eis por herança para vossos filhos depois de vós, para herdarem a possessão; perpetuamente os fareis servir; mas sobre vossos irmãos, os filhos de Israel, não vos assenhoreareis com rigor, uns sobre os outros.

    E ainda por cima, os escravos seriam escravizados de geração em geração, seriam por possessão aos judeus.
    Essa argumentação de que os escravos não eram tratados como os escravos do Brasil Colônia, é um sofisma judaico para aliviar as atrocidades bíblicas.

    Veja como os escravos eram tratados:

    (Êxodo 21:20) - Se alguém ferir a seu servo, ou a sua serva, com pau, e morrer debaixo da sua mão, certamente será castigado;
    (Êxodo 21:21) - Porém se sobreviver por um ou dois dias, não será castigado, porque é dinheiro seu.

    Se um judeu espancasse o seu escravo COM PAU e morresse entre dois dias, esse judeu seria castigado, poré, não se diz qual castigo era.

    Mas, se ele espancasse o seu escravo, e passados dois dias o escravo não morresse, não teria problema algum, pois como diz o texto: É DINHERO SEU.
    Ou seja, o escravo é chamado de DINHEIRO!!!

    (Êxodo 21:26) - E quando alguém ferir o olho do seu servo, ou o olho da sua serva, e o danificar, o deixará ir livre pelo seu olho.
    (Êxodo 21:27) - E se tirar o dente do seu servo, ou o dente da sua serva, o deixará ir livre pelo seu dente.

    Pois é, se o cara perdesse o olho ou o dente poderia sair livre, mas, o deus "amoroso" não proibe as pessoas de serem espancadas.

    Vc disse:

    A Escritura definitivamente condena a escravidão baseada na raça. Considere a escravidão vivida pelos Hebreus quando eles estavam no Egito. Os Hebreus eram escravos, não por escolha, mas porque eles eram Hebreus (Êxodo 13:14).

    É ao contrário do que vc disse, vc viu nitidamente que APENAS GENTIOS PODERIAM SER ESCRAVOS, judeus não poderiam tratar a outro judeu como escravo.

    Vc disse:

    Então, sim, a Escritura condena algumas formas de escravidão. O ponto chave é que a escravidão permitida na Escritura de forma alguma se parecia com a escravidão racial que contaminou o nosso mundo no decorrer dos séculos.

    A única forma de escravidão que é proibida, é quando se trata de escravizar a um judeu.
    E ao contrário do que vc disse, a escravidão permitida na bíblia, é extremamente semelhante à escravidão do Brasil Colônia que assim como a bíblia, contaminou o nosso mundo.

    Vc disse:

    Outro ponto importante a ser analizado é que o propósito da vida é mostrar o caminho para a salvação, não reformar a sociedade. A Escritura freqüentemente aborda os assuntos de dentro para fora. Se uma pessoa tem amor, misericórdia e a graça de Elohim, recebendo a Sua salvação – O Altissimo irá reformar a sua alma, mudando a forma como ela pensa e age. Uma pessoa que recebeu o dom da salvação tera liberdade da escravidão do pecado, enquanto Deus reforma a sua vida, irá se dar conta que escravizar outro ser humano é errado. Uma pessoa que verdadeiramente recebeu o Pai irá se tornar graciosa para com os outros. Esta seria a solução para acabar com a escravidão.

    Errado, o método utilizado na bíblia é estremamente arcaico e ineficaz.
    Não adianta vc proibir alguém.

    Proiba um ladrão e o ameace de prendê-lo, ele continuará com uma mentalidade de ladrão , porém, talvez não roubará por medo e não porque realmente está mudado.

    Corte a mão de um ladrão, e ele continuará tendo a mente de ladrão, a única diferença é que será um ladrão sem uma das mãos.

    Se esse deus fosse realmente Deus, ele não utilizaria métodos tão arcaicos e ineficazes para mudar o conceito de um povo.

    A mudança deve acontecer realmente de dentro (na mente), ou seja, a pessoa tem que se conscientizar de que o crime não compensa e não faz bem a outros e nem a si mesmo.

    A educação, o saber, a cultura, isso sim liberta o homem da ignorância... medo, proibição, leis, não resolvem NADA.

    Israel com tantas leis, o que faziam? Quanto mais leis, piores ficavam.
    O que adianta hoje a pregação do inferno? Tem realmente mudado as pessoas?
    A única mudança que acontece com as pessoas é se tornarem mais ignorantes.

    Esse deus não reforma a vida de ninguém, ele apenas maqueia... as pessoas se tornam hipócritas, e mentirosas, acabam mentido inclusive a si mesmas.

    Quem é que guarda o que Jesus Cristo ensinou?

    Jesus Cristo disse: (Mateus 5:42) - Dá a quem te pedir, e não te desvies daquele que quiser que lhe emprestes.
    Faça o teste, tente pedir a um crente uma quantia em dinheiro.

    Jesus Cristo disse: (Mateus 5:40) - E, ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; Obrigue a um crente que ele te dê a blusa, e vê se ele te dá a blusa, pois, além da blusa, ele deveria dar também a camisa.

    Jeus Cristo disse: (Mateus 5:44) - Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;

    E crentes amam aos inimigos? Nem aos "amigos" eles demonstram tal "amor".
    Fale mal de algum crente, e veja se ele falará bem de vc.
    Observe se fazem o bem a quem os odeia.
    Dê uma surra em um crente, e vê se ele apenas irá orar por vc.

    Será que algum crente quando é assaltado e o ladrão obriga que lhe dê a moto ele também oferece o carro?
    Pois é, não resistais o mal!

    Outra coisa interessante é a seguinte...
    Todos os cristãos do mundo tem a fé menor do que um grão de mostarda.
    Será que nunca terão a fé do tamanho de uma melancia?

    Porque até hoje, nunca vi um crente dizer a algum monte para se lançar no mar e ele ser lançado.
    Pois é, onde se cumprem tais coisas? Onde há crentes bebendo veneno, pegando em serpentes?

    Todos os crentes que eu chamo para irmos à um velória afim de que ele reza a jesus para que ressuscite algum morto, sempre negam meu pedido. Por que será?

    Sabemos a resposta, perguntamos por praxe.
    Simplesmente nem os próprios crentes acreditam nas palavras deste suposto messias.

    E se fosse realmente verdade, ninguém se recusaria a ir fazer uma oração para ressuscitar a um morto no velório. E os textos que eu citei, dependem de interpretação?

    Ou na verdade, falta a adaptação que fazem para escapar da clareza do texto?
    A verdade é que não se adaptam ao texto, querem adaptar o texto as seus interesses.

    Se pedirmos para que emprestem alguma grana, aí dirão.. não é que vc está entendendo errado...hehehe.
    Ah sim, quando se toca no bolso o texto muda de sentido.
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: Vamos Conhecer o Deus de amor dos Cristãos e dos Judeus!

    Mensagem por Fco Oliveira em Sab Jul 23, 2011 7:28 am

    Mashmid em Qua Jul 20, 2011 4:28 pm

    Exageros à parte, Wright não é o único escritor contemporâneo a comparar a postura de terroristas com certas passagens das Escrituras, especialmente aquelas em que Deus aparece intervindo de forma drástica na vida humana ou ordenando a morte de pessoas. Mas o Deus do Antigo Testamento não é menos amoroso do que o Deus revelado por Jesus.


    O deus do AT não é menos amoroso do que o deus do NT, justamente porque é o mesmo deus
    Se apedrejar alguém por ter colhido gravetos no sábado é algo horrendo, o pior é lançar alguém dentro de uma fornalha ardente onde a pessoa nunca morrerá.

    Para Chris Blake, autor de Searching for a God to Love [Procurando um Deus para Amar], “figuras de doenças em um livro de medicina não refletem o médico; elas ilustram a grande necessidade de cura”. A comparação é boa, uma vez que conhecer o contexto do Antigo Testamento – e as “doenças espirituais” do povo de Deus – ajuda e muito a entender certas reações divinas.

    Sendo assim, deus teve que se adaptar ao povo em vez de adaptar o povo a ele.
    E como curar essa “enfermindade espirutal”?
    Odernando cortar a mão de uma mulher que ao tentar defender o seu marido segura nas genitais do adversário?

    (Deuteronômio 25:11) - Quando pelejarem dois homens, um contra o outro, e a mulher de um chegar para livrar a seu marido da mão do que o fere, e ela estender a sua mão, e lhe pegar pelas suas vergonhas,
    (Deuteronômio 25:12) - Então cortar-lhe-ás a mão; não a poupará o teu olho.

    Acaso essa mulher estava “espiritualmente doente” ?


    Blake faz outra comparação: “Deus Se revelava ao povo do Antigo Testamento como uma persiana num quarto escuro – uma lâmina por vez – para que eles se acostumassem aos poucos com a luz. Se Ele houvesse aberto totalmente a persiana e revelado Sua deslumbrante ternura e tremenda bondade, a luz teria cegado os antigos. Eles não teriam visto coisa alguma.”

    Sim, ele se revela dessa maneira, para não inundar ao povo com sua “sabedoria” .
    Sebedoria tal que diz que insetos tem quatro patas.

    (Levítico 11:23) - E todos os outros insetos que voam, que têm quatro pés, serão para vós uma abominação.
    Quanta sabedoria, iria emburrecer o povo com tanta “sabedoria”.


    Quando se conhece o contexto cultural da época, pode-se perceber que, na verdade, o Deus do Antigo Testamento é o mesmo no Novo. Senão, note este texto bíblico: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” São palavras de Jesus, certo? Certo. Mas elas estão registradas em Levítico 19:18, como tendo sido ditas primeiramente por Yahweh ao povo de Israel. Ainda que tenham sido necessárias atitudes extremas da parte de Deus em alguns momentos da História, uma coisa fica clara para o estudante da Bíblia: indiscutivelmente, do Gênesis ao Apocalipse, “Deus é amor” (1ª João 4:Cool.

    Sim. Quanto se conhece o contexto cultural da época, e inclusive o idioma desse povo, podemos perceber realmente que o deus do AT é o mesmo do NT.

    Principalmente quando discriminam aos gentios, quando os tratam como cães.
    Assim como Jesus quando falou com aquela estrangeira Grega.

    (Marcos 7:26) - E esta mulher era grega, siro-fenícia de nação, e rogava-lhe que expulsasse de sua filha o demônio.
    (Marcos 7:27) - Mas Jesus disse-lhe: Deixa primeiro saciar os filhos; porque não convém tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos.

    A mulher é literalmente chamada de CADELA, traduzem como “cachorrinhos” para amenizar o trauma.


    Ordem Para matar

    Por que Deus mandou matar? Esta é a pergunta que se impõe quando certas passagens bíblicas são analisadas. A primeira dificuldade em se lidar com essa questão é justamente a pequena compreensão que o ser humano tem do caráter de Deus.

    Sim, a compreensão que temos do caráter desse deus, é que ele é um mal-caráter.
    Se lêssemos que algum deus mandou matar pessoas, já seria chocante.
    A merda é quando lêmos que ele manda mantar a bebês de peito, camelos, jumentos, cavalos, ovelhas, etc...

    Por que será? Será que as ovelhas também eram idólatras?
    Já que a desculpa para matar era pelo povo ser idólatra.


    As pessoas formam seus valores e tomam suas decisões através do paralelismo ou comparação. Escolhem este ou aquele produto comparando cores, formas, sabores, preço. Com relação ao divino, não há com o que ou com quem compará-lo. Diante do Senhor, não há paralelos que permitam identificar aquilo que Lhe é natural.

    O interessante é que o cara diz que não se pode usar de paralelismo ou comparação a esse deus.

    Bem, se o próprio deus bíblico já deu esses parâmetros de comparação a Adão e Eva quando inseriu o conhecimento do BEM e do MAL na árvore do saber, é o mesmo que chamar a esse deus de jumento, já que foi ele mesmo quem deus esses parâmetros para poderem comparar e diferenciar o BEM do MAL.

    Então, são as pessoas que formam os seus valores ou adquiriam os seus valores quando comeram da árvore do conhecimento? Esse cara realmente é um idiota. Deu um tiro no próprio pé.


    Por isso, não podemos definir para o Criador padrões ou parâmetros do que seja justo, correto, bom e adequado. Os padrões da dimensão terrena e finita não podem ser parâmetros ou projeções para aquilo que está infinitamente acima da percepção e do conhecimento humanos.

    Mas quem está definindo parâmetros?
    Segundo a bíblia, os parâmetros foram definidos pelo próprio deus, como eu já disse, foi ele quem inseriu o conhecimento do BEM e do MAL na suposta árvore do “conhecimento”.

    É ele quem fica dizendo ao povo o que é bem e o que é mal, o que é pecado e o que não é, o que o apraz e o que o irraivesse, etc.


    A Bíblia fornece algumas pistas sobre a pessoa de Deus. Ela diz que Deus é puro, santo, justo e amoroso. Sua santa lei também possui esses atributos, pois é a expressão de Seu caráter. Assim, a conseqüência negativa surge porque o padrão divino para a vida humana é rompido. O “castigo”, antes de ser um ato isolado de um Ser superior e rigoroso, nada mais é do que o exercício zeloso e exigente da própria virtude que foi desprezada.

    A bíblia realmente fornece pistas desse deus. E como vemos, as pistas são os rastros de sangue de gentios.
    Se a lei é santa, então, por que dizem que jesus as aboliu?
    E o interessante é o quanto Jesus se opõe ao que o seu próprio pai ordenou a Moisés.

    Jesus dizia: - Lembrais do que foi dito aos antigos. Eu porém vos digo.
    Mas, foi dito por quem? Dito por seu próprio pai.
    E ele contradiz o que o seu pai ordenou.

    E se a lei é santa, por que então, não guardam os mandamentos da Torah!?
    Não querem se “santificar”?



    Pureza

    A não observância da virtude divina da pureza foi a causa de muitas conseqüências negativas para o ser humano. O Dilúvio é uma delas: “E disse o Senhor: Destruirei da face da Terra o homem que criei [...] porque a Terra está cheia da violência dos homens; eis que os destruirei juntamente com a Terra” (Gên. 6:7 e13).

    Pois é, deus destrui a vida de sobre a terra para acabar com a maldade do homem.
    E funcionou?
    É interessante ver como esse deus tem tentando (sem sucesso) aniquilar a maldade.
    Será que um dia o ser “perfeito” irá parar de errar e conseguirá o que quer?

    A impureza que se alastrava condenou toda a geração de Noé, numa oportunidade para um novo começo da raça humana. Note-se a grande longanimidade de Deus: Noé pregou por 120 anos que viria a destruição, mas os antediluvianos preferiram assumir as conseqüências.

    Mas, o deus onisciente tem que trocar os óculos, porque ele não conseguiu ver que no futuro a sua segunta TENTATIVA (e como pode um deus falhar?) não daria certo novamente.

    Outro exemplo de extrema impureza: Sodoma e Gomorra. A destruição destas duas cidades evidencia a conseqüência do pecado. É uma das páginas mais tristes sobre o ponto a que pode chegar a depravação do ser humano. Não havia outro jeito! A impureza, cujo clamor subira aos Céus, tinha que ser exemplarmente condenada, como a um câncer que precisa ser extirpado, sob o risco de comprometer aquilo que ainda está são.

    Que interessante. Sodoma e Gomorra eram monoteistas, e eram hebreus, também?
    Pois, como pode Sodoma e Gomorra ser condenado por uma lei o qual não conheciam?
    Onde estava a Torah dizendo que sodomia ou idolatria era pecado, se ela nem existia?

    Eles tinham sacerdotes para fazer expiação de seus pecados?
    E o interessante é que deus teve que enviar anjos para ver se as obras de Sodoma e Gomorra eram segundo o seu clamor.

    Ué, deus não enxerga de lá de cima?
    E a maneira de extirpar o “mal” afim de não contaminar os “sãos” é cometendo genocídio? Agora sei onde Hitler se inspirou.

    Ué, e por que esse deus não enviou profetas para os avisar de seus “pecados”, acaso há relata de que algum profeta foi enviado para os exortar?


    Por outro lado, Deus poupou a cidade de Nínive em circunstâncias semelhantes, devido ao arrependimento de todo o povo. Isso deixa evidente a misericórdia divina (ver Jonas 3:1-10).

    Os ninivitas se arrependeram de que?
    Como é que se sentiriam arrependidos por terem pecado contra uma lei o qual não foi dada a eles?

    Acaso eles eram judeus para se arrependerem por ter pecado contra o deus dos judeus?
    Onde é que diz que os assírios eram crentes em Jeová e que seguiam seus mandamentos?



    A impureza na vida impede o ser humano de se aproximar de Deus. Foi o que aconteceu com Nadabe e Abiú. Por serem filhos do grande sacerdote Arão, julgavam que poderiam apresentar-se diante de Deus da forma como lhes convinha, e não de acordo com os preceitos divinos. As cerimônias do santuário apontavam para a obra intercessória do Messias

    Se a impureza da vida impede o ser humano de se aproximar de deus, então, por que deus não se aproxima do ser humano?

    Se no dia de minha morte algum deus perguntar o porquê eu não cri nele, eu direi: - É que o senhor se escondeu tão bem que eu nunca consegui te encontrar.

    Nadabe e Abiú ofereceram fogo em um incensário para oferecer a Jeová, coitados... isso bastou para o deus iracundo se irar e matar aos dois com um fogo fulminante.

    E o cara do texto ainda diz: “julgavam que poderiam apresentar-se diante de Deus da forma como lhes convinha, e não de acordo com os preceitos divinos.”

    O interessante é que o cara não percebe que o deus “misericordioso” que ele tanto fala, não teve misericórdia alguma desses dois.

    Foram mortos por um motivo ridículo e insignificante, e o cara ainda é a favor disso.
    Ele ainda diz:”As cerimônias do santuário apontavam para a obra intercessória do Messias”.
    Quais obras intercessórias se vêem?

    Pois, a igreja Católica A. Romana dominou durante séculos com suas mentiras, e esse intercessor, onde estava?
    Qual remissão estavam tendo os crentes (que eram católicos) durante todos esses séculos?

    O cordeiro mudo ficou mudo durante todos esses séculos? O remidor estava sem remir?
    Onde estava o tal espírito santo que convence o homem do pecado, havia tirado férias?

    Pois, o espírito não estava convencendo aos católicos de que suas cruzadas e inquisições não passavam de uma idiotice em nome de um deus idiota.

    Na verdade, as cruzadas e inquisições se enquadram bem no “caráter” desse deus sanguinário.
    Realmente seguiram a esse deus, porque suas obras foram extremamente semelhantes.
    Ou seja, morte aos hereges. Aprenderam com esse deus.
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1362
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Re: Vamos Conhecer o Deus de amor dos Cristãos e dos Judeus!

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


    Conteúdo patrocinado


    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

    - Tópicos similares

     
    Permissão deste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos neste fórum