Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Agosto 2017
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1257 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de sendovisto

Os nossos membros postaram um total de 1741 mensagens em 564 assuntos
Anuncios

    Não há anúncios disponíveis.


    A MENINA ORFÃ!

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

    A MENINA ORFÃ!

    Mensagem por Fco Oliveira em Ter Ago 18, 2009 4:20 pm

    A MENINA ORFÃ!

    Uma jovem família paulista, filhos de pais Católicos e bem sucedidos na vida/ricos; recem casados e pais de uma pequenina garota de poucos dias de vida, vinha de volta pra sua casa, depois de um fim de semana na práia, derepente o pai perdeu o controle do veículo e veio a capatar fora da estrada, onde foram mortos o pai e a mãe, ficando viva somente a criancinha de poucos dias de vida.

    Não se sabe quantos dias/horas esta pequenina criatura ficou ali chorando, com fome, com sede e sem a presença da vida dos pais, pois ambos estavam, mas mortos; até que veio um andarilo, que passava pelo o local do acidente e ouviu o choro do bebê.

    Desceu a ribanceira da estrada e viu a pequenina, a tomou nos seus braços e correu pra estrada onde pediu socorro aos demais carros que passavam na estrada, só não podiam ver o carro pois estava entre os matagais.

    Foi acionado os pais dos mortos e a pequenina Sara(eu dei este nome por não mais me lembrar do verdadeiro nome dela), que foi criada como empregada da dita avó paterna, pois era muito rica e não queria dividir a furtuna com mais uma herdeira.

    Passado 18 anos, ela trabalhando como empregada da casa, num dia de festa da família, ela passou mal de saúde, onde chamaram o médico da família e foi atendida, mas o médico estava na festa e não queria perder nada da festa; mandou que ela fosse se deitar e que na segunda feira fosse no consultório etc, mas o caso dela era gravíssimo, pulmão, os dois pulmões infectados já continha grande quantidade de pus, a dor era intença,mas ela vinha resistindo com medo de perder o emprego.

    Ela foi deitar-se no seu quarto de empregados e ao deitar-se, veio à mente a lembrança de um Deus que tinha criado o céu, a terra, as nossas vidas e que fasia muitas coisas boas; ela então disse estas palavras: Háááá! Se Deus exstisse... Bem que Ele poderia enviar um dos seus anjos me ajudar...1, Calou-se por algum tempo e repetiu a frase: Háááá! Se Deus exstisse...Bem que Ele poderia enviar um dos seus anjos me ajudar!!!...2, Calou-se mais uma vez e tornou a repetir a frase: Háááá! Se Deus exstisse!!!!...Bem que Ele poderia enviar um dos seus anjos me ajudar!!!...3, Calou-se!

    Derepente a porta se abriu, estando trancada por dentro, ela julgou que fosse a arrumadeira, nem pensou na possibilidade de ter deixado a pora trancada; mas como o falar era muito dolorido por causa da dor, permaneceu calada, ouviu passos vindo em sua direção e ouviu a voz de um homem dizendo: Filha, Deus existe e eu estou aqui pra te ajudar, levanta-te e lava-te pois a tua fé te salvou.

    Ela com a nova saúde repentina/revigorada levantou-se e viu um homem de vestes brancas, como de um médico, com uma das mãos fechada estendeu pra ela e disse: Se queres me ver novamente, vai a este endereço(o endereço era de uma das congregações de Piracicaba ou é Sorocaba, pois me falha a memória do local exato de onde o irmão Israel mora e que contou este testemunho).

    Ela atônita, gardou o papel e foi tomou um banho, pois um dos seus pulmões já estava perfurado, fasendo assim um furo nas costa que ensaguentava toda a cama, todas as noites! Tomou o seu banho e pegou o endereço e chamou um taxi, pois já estava anoitecendo e disse ao taxista: leva-me a este endereço, por favor...

    Chegando no local da rua x e o número x, era uma casa de oração da CCB, entrou foi lá na frente, dos lado dos irmãos, olhou a todos e não o viu, voltou pra porta e começou a chorar... Uma das irmãs porteiras veio pra falar com ela e ela disse: Ele me deu este endereço e me disse que se eu quisesse ver-lo novamente, Ele estaria aqui...

    A irmão lhe interrou: quem? Ela respondeu: o médico que me courou! Continuou chorando, pois eu já olhei todos os homens e não o vi... A irmã saiu um pouquinho de perto dela pra assim dar uma olhada se via algum médico, ela ouviu a voz do anjo de Deus que disse: Filha, Eu estou aqui, mas em Espírito se queres me ver novamente faz tudo o que este povo está fazendo e no dia da tua partida deste mundo, Eu estarei do teu lado.

    Ela se batizou, se vive e ainda congrega eu não sei, pois faz 25 anos que eu ouvi este testemunho deste casal de irmãos que foram os meu pradinhos de casamento, mas que pra mim foi o testemunho mais lindo que eu já ouvi em toda a minha vida e que, toda vez que eu conto-o, é dificil conter as lágrimas. Eu agradeço a Deus por tudo isto e Deus seja louvado.
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1360
    Reputação : -1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

    - Tópicos similares

     
    Permissão deste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos neste fórum