Gideões da CCB Livre de Religião.
Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Maio 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário

Estatísticas
Temos 1283 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Nilton

Os nossos membros postaram um total de 1802 mensagens em 578 assuntos
Anuncios

    Não há anúncios disponíveis.


    NOMES DE BAALINS!

    Ir em baixo

    NOMES DE BAALINS!

    Mensagem por Fco Oliveira em Sex Fev 26, 2010 1:10 pm



    A QUESTÃO DO VOCÁBULO "DEUS"

    Verso Áureo: “Prestai atenção a tudo o que vos tenho dito, e não fareis menção do nome de outros Deuses”. – Êxodo 23:13 –

    Introdução: Muitas pessoas, em seu zelo pela pronúncia dos nomes em sua forma original, acreditam que não devemos usar o vocábulo “D-us”, quando nos referimos ao Eterno e Altíssimo Yahuh. Porém, devemos lembrar que o vocábulo “D-us” não é nome próprio, mas é apenas um título de soberania. O vocábulo D-us é usado tanto para designar o Eterno Yahuh Altíssimo, como para designar divindades pagãs.

    Só que o verdadeiro D-us Eterno e Altíssimo, é distinguido pelo seu Próprio Nome Yahuh. O vocábulo “El”, defendido por muitos, é apenas a abreviatura do título Elohim. Muitas vezes, as Escrituras hebraicas usam o vocábulo Elohim referindo-se a demônio, ou falsos deuses; assim como o vocábulo D-us (grego Theos) é usado tanto para referir-se ao Altíssimo Yahuh, como para referir-se aos demônios; o que identifica o verdadeiro do falso é o Nome e não os títulos.

    1 – O título Elohim (EL) é usado nas Escrituras hebraicas referindo-se a falsos Deuses? Êxodo 20:1-3; 23:13; I Reis 18:24 – Comentário: Em todos os textos das Escrituras hebraicas, aparece a palavra “Elohim” ao referir-se ao D-us Altíssimo, ou ao referir-se aos deuses estrangeiros [demônios].

    O vocábulo THEOS
    2 – O vocábulo Theos (D-us) também aparece nas Escrituras originais? Atos 17:22-24 – Comentário: O apóstolo Shaul quando foi anunciar o Nome de Yahushuah entre os gregos, ele evidentemente anunciava “Theos” e não “Elohim”, como evidencia o texto: “Homens atenienses... passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO THEOS DESCONHECIDO. Esse mesmo Theos, que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio. O Theos que fez o mundo e tudo o que nele há...” (Yahuh dos Exércitos).

    3 – Que recomendação nos dá o apóstolo, referindo-se a questões loucas e fábulas imbecis? ─ I Tim. 4:7; Tito 1:10-11 – Muitos deixam de falar sobre o Nome do Salvador Yahushuah, para se debaterem acerca de títulos, que nem mesmo entendem o significado; pois defendem a pronuncia de “EL”, sem saber que “EL” é apenas uma abreviatura de Elohim.

    Além disso, é ridículo defender a pronuncia “EL”, quando no idioma Espanhol, por exemplo, “EL” é apenas um artigo indicativo. Defender uma doutrina ridícula dessa seria expor o glorioso NOME do Príncipe e Salvador Yahushuah a zombaria por aqueles, que com toda a razão, nos chamariam de indoutos e imbecis.

    CONCLUSÃO: O vocábulo D-us não é nome próprio, mas é um título de soberania atribuído unicamente ao Altíssimo Criador e Soberano Yahuh. A palavra D-us se deriva da raiz grega “Theos”, que no grego, não é nome próprio de nenhuma divindade do panteísmo pagão.

    Assim como existe o verdadeiro D-us (Theos, Elohim), existem os falsos Deuses e os falsos Elohims, mencionados nas Escrituras hebraicas: “Prestai atenção a tudo o que vos tenho dito, e não fareis menção do nome de outros Elohims” (Êxodo 23:13). Notem que neste texto, a palavra Elohim refere-se a falsos deuses. O que identifica o falso Elohim, ou melhor, o que o torna falso, é o NOME.

    Assim, Yahushuah é o Filho do D-us verdadeiro Yahuh dos Exércitos e Jesus Cristo é um falso D-us. O apóstolo Shaul (Paulo), falou em grego com os gregos: “Percorrendo a vossa cidade encontrei um altar com a inscrição: AO THEOS DESCONHECIDO” (Atos 17:23). Que a palavra “THEOS” estava escrita em grego lá na praça de Atenas, capital da Grécia, é evidente; e Shaul, colocou-se entre eles como sendo mensageiro daquele “Theos desconhecido”.

    Esse D-us que vós adorais sem conhecer o seu NOME é esse que eu vos anuncio agora, revelando o Seu NOME, Yahuh dos Exércitos é Ele o D-us desconhecido, Criador dos céus, da terra e de tudo o que existe... Quanto a Zeus, Apolo, Artemis, Afrodite, Diana, Esus, Khrisna, etc. São falsos deuses. Viram?

    – Theos em grego, Elohim em hebraico, D-us em português, Dios em Espanhol, ou ainda God em Inglês; não são nomes próprios; mas é a designação de um atributo somente aplicável como verdadeiro, se o identificarmos pelo devido nome: Yahuh Ul o Pai e Yahushuah Ha-Mashiach o Filho.

    QUAL É O “FUNDAMENTO” DOS CONTRADIZENTES PARA AFIRMAR QUE NÃO SE PODE PRONUNCIAR O VOCÁBULO DEUS?

    De acordo com o argumento dos contradizentes, nós não podemos falar as palavras Deus, Glória, Amém e outros vocábulos; porque no livro de Oséias 2:17: “E da sua boca tirarei os nomes dos Baalins, e não mais se lembrará desses nomes”. Fundamentados na má interpretação deste versículo é que dizem que não podemos falar a palavra D-us.

    Dizem que a origem e significado da palavra D-us é uma palavra baalin. Dizem ainda que etimologicamente, a palavra “deus” deriva do proto-indo-europeu *deiwos através do latim deus, cognato do sânscrito deva, avéstico daeva; e, nesta língua, a palavra tem o sentido de “demônio”.

    A VERDADE: Porém, a verdade não é nada disso. Etimologicamente o termo “D-us” vem do grego “Theos” e não é nenhum nome, mas apenas um título. A palavra grega para dizer «D-us» é «Theos». «Theos» vem da raiz «Thea», que significa «Ver». O significado original do helénico «Theos» é portanto «Aquele que vê»...

    Assim, A palavra D-us NÃO é nome próprio, não se deriva de “deiwos” como imaginam os contradizentes; mas vem do grego THEOS e não é nome próprio de NENHUM Baalin... Ora, a pronúncia do vocábulo “D-US” está de acordo com o ensinamento de Shaul em Atenas. O apóstolo Shaul (Paulo), falou em grego com os gregos: “Percorrendo a vossa cidade encontrei um altar com a inscrição: AO THEOS DESCONHECIDO” (Atos 17:23).

    Que a palavra “THEOS” estava escrita em grego lá na praça de Atenas, capital da Grécia, é evidente; e Shaul, colocou-se entre eles como sendo mensageiro daquele “Theos desconhecido”. Esse D-us que vós adorais sem conhecer o seu NOME, é esse que eu vos anuncio agora, revelando o Seu NOME. Yahuh Ul, é Ele o D-us desconhecido, Criador dos céus, da terra e de tudo o que existe... Quanto a Zeus, Apolo, Artemis, Afrodite, Diana, Esus, Khrisna, etc. São falsos deuses. Viram?

    “Dizem mal do que NÃO sabem”
    “Estes... dizem mal do que NÃO SABEM...” (Judas 10).

    Blasfêmias! – A única finalidade satânica dessas especulações absurdas acerca de vocábulos, é DESVIAR O FOCO da pregação do NOME de YAHUSHUAH para divagações sem rumo... Não podemos falar Senhor, depois este nome é BAAL. As Palavras ADONAY também não é bem vindo no vocábulo sagrado, pois deriva do ídolo Adonis e outros Vocábulos. Os mesmos Grupos que combatem o vocábulo DEUS, também combatem OUTROS vocábulos, como a palavra AMEN, ADONAY, SENHOR, etc...

    Origem e Significado de Algumas Palavras:

    D-us [Grego Theos = Hebraico Elohim] é um título de Soberania.
    El [Hebraico] é uma abreviatura de Elohim e significa D-us.
    Emanuel [Hebraico] significa “Deus-Conosco” e quando o Salvador Yehôshua recebeu o Nome de YEHÔSHUA, se cumpriu a profecia de Is. 7:14 de que o haMashiach seria o próprio D-US-CONOSCO.
    Amem [Hebraico] significa “Assim seja” ou “Assim Será”. Yahuh seja louvado.


    Última edição por Admin em Sab Fev 27, 2010 10:36 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Fco Oliveira
    Admin

    Mensagens : 1380
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 13/07/2009
    Idade : 55
    Localização : Catanduva São Paulo

    http://gideoes-ccb.forumeiros.com

    Voltar ao Topo Ir em baixo

    Voltar ao Topo


     
    Permissão deste fórum:
    Você não pode responder aos tópicos neste fórum