Gideões da CCB Livres.
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar

NOMES DE BAALINS!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

NOMES DE BAALINS!

Mensagem por Administrador em Sex Fev 26, 2010 1:10 pm



A QUESTÃO DO VOCÁBULO "DEUS"

Verso Áureo: “Prestai atenção a tudo o que vos tenho dito, e não fareis menção do nome de outros Deuses”. – Êxodo 23:13 –

Introdução: Muitas pessoas, em seu zelo pela pronúncia dos nomes em sua forma original, acreditam que não devemos usar o vocábulo “D-us”, quando nos referimos ao Eterno e Altíssimo Yahuh. Porém, devemos lembrar que o vocábulo “D-us” não é nome próprio, mas é apenas um título de soberania. O vocábulo D-us é usado tanto para designar o Eterno Yahuh Altíssimo, como para designar divindades pagãs.

Só que o verdadeiro D-us Eterno e Altíssimo, é distinguido pelo seu Próprio Nome Yahuh. O vocábulo “El”, defendido por muitos, é apenas a abreviatura do título Elohim. Muitas vezes, as Escrituras hebraicas usam o vocábulo Elohim referindo-se a demônio, ou falsos deuses; assim como o vocábulo D-us (grego Theos) é usado tanto para referir-se ao Altíssimo Yahuh, como para referir-se aos demônios; o que identifica o verdadeiro do falso é o Nome e não os títulos.

1 – O título Elohim (EL) é usado nas Escrituras hebraicas referindo-se a falsos Deuses? Êxodo 20:1-3; 23:13; I Reis 18:24 – Comentário: Em todos os textos das Escrituras hebraicas, aparece a palavra “Elohim” ao referir-se ao D-us Altíssimo, ou ao referir-se aos deuses estrangeiros [demônios].

O vocábulo THEOS
2 – O vocábulo Theos (D-us) também aparece nas Escrituras originais? Atos 17:22-24 – Comentário: O apóstolo Shaul quando foi anunciar o Nome de Yahushuah entre os gregos, ele evidentemente anunciava “Theos” e não “Elohim”, como evidencia o texto: “Homens atenienses... passando eu e vendo os vossos santuários, achei também um altar em que estava escrito: AO THEOS DESCONHECIDO. Esse mesmo Theos, que vós honrais, não o conhecendo, é o que eu vos anuncio. O Theos que fez o mundo e tudo o que nele há...” (Yahuh dos Exércitos).

3 – Que recomendação nos dá o apóstolo, referindo-se a questões loucas e fábulas imbecis? ─ I Tim. 4:7; Tito 1:10-11 – Muitos deixam de falar sobre o Nome do Salvador Yahushuah, para se debaterem acerca de títulos, que nem mesmo entendem o significado; pois defendem a pronuncia de “EL”, sem saber que “EL” é apenas uma abreviatura de Elohim.

Além disso, é ridículo defender a pronuncia “EL”, quando no idioma Espanhol, por exemplo, “EL” é apenas um artigo indicativo. Defender uma doutrina ridícula dessa seria expor o glorioso NOME do Príncipe e Salvador Yahushuah a zombaria por aqueles, que com toda a razão, nos chamariam de indoutos e imbecis.

CONCLUSÃO: O vocábulo D-us não é nome próprio, mas é um título de soberania atribuído unicamente ao Altíssimo Criador e Soberano Yahuh. A palavra D-us se deriva da raiz grega “Theos”, que no grego, não é nome próprio de nenhuma divindade do panteísmo pagão.

Assim como existe o verdadeiro D-us (Theos, Elohim), existem os falsos Deuses e os falsos Elohims, mencionados nas Escrituras hebraicas: “Prestai atenção a tudo o que vos tenho dito, e não fareis menção do nome de outros Elohims” (Êxodo 23:13). Notem que neste texto, a palavra Elohim refere-se a falsos deuses. O que identifica o falso Elohim, ou melhor, o que o torna falso, é o NOME.

Assim, Yahushuah é o Filho do D-us verdadeiro Yahuh dos Exércitos e Jesus Cristo é um falso D-us. O apóstolo Shaul (Paulo), falou em grego com os gregos: “Percorrendo a vossa cidade encontrei um altar com a inscrição: AO THEOS DESCONHECIDO” (Atos 17:23). Que a palavra “THEOS” estava escrita em grego lá na praça de Atenas, capital da Grécia, é evidente; e Shaul, colocou-se entre eles como sendo mensageiro daquele “Theos desconhecido”.

Esse D-us que vós adorais sem conhecer o seu NOME é esse que eu vos anuncio agora, revelando o Seu NOME, Yahuh dos Exércitos é Ele o D-us desconhecido, Criador dos céus, da terra e de tudo o que existe... Quanto a Zeus, Apolo, Artemis, Afrodite, Diana, Esus, Khrisna, etc. São falsos deuses. Viram?

– Theos em grego, Elohim em hebraico, D-us em português, Dios em Espanhol, ou ainda God em Inglês; não são nomes próprios; mas é a designação de um atributo somente aplicável como verdadeiro, se o identificarmos pelo devido nome: Yahuh Ul o Pai e Yahushuah Ha-Mashiach o Filho.

QUAL É O “FUNDAMENTO” DOS CONTRADIZENTES PARA AFIRMAR QUE NÃO SE PODE PRONUNCIAR O VOCÁBULO DEUS?

De acordo com o argumento dos contradizentes, nós não podemos falar as palavras Deus, Glória, Amém e outros vocábulos; porque no livro de Oséias 2:17: “E da sua boca tirarei os nomes dos Baalins, e não mais se lembrará desses nomes”. Fundamentados na má interpretação deste versículo é que dizem que não podemos falar a palavra D-us.

Dizem que a origem e significado da palavra D-us é uma palavra baalin. Dizem ainda que etimologicamente, a palavra “deus” deriva do proto-indo-europeu *deiwos através do latim deus, cognato do sânscrito deva, avéstico daeva; e, nesta língua, a palavra tem o sentido de “demônio”.

A VERDADE: Porém, a verdade não é nada disso. Etimologicamente o termo “D-us” vem do grego “Theos” e não é nenhum nome, mas apenas um título. A palavra grega para dizer «D-us» é «Theos». «Theos» vem da raiz «Thea», que significa «Ver». O significado original do helénico «Theos» é portanto «Aquele que vê»...

Assim, A palavra D-us NÃO é nome próprio, não se deriva de “deiwos” como imaginam os contradizentes; mas vem do grego THEOS e não é nome próprio de NENHUM Baalin... Ora, a pronúncia do vocábulo “D-US” está de acordo com o ensinamento de Shaul em Atenas. O apóstolo Shaul (Paulo), falou em grego com os gregos: “Percorrendo a vossa cidade encontrei um altar com a inscrição: AO THEOS DESCONHECIDO” (Atos 17:23).

Que a palavra “THEOS” estava escrita em grego lá na praça de Atenas, capital da Grécia, é evidente; e Shaul, colocou-se entre eles como sendo mensageiro daquele “Theos desconhecido”. Esse D-us que vós adorais sem conhecer o seu NOME, é esse que eu vos anuncio agora, revelando o Seu NOME. Yahuh Ul, é Ele o D-us desconhecido, Criador dos céus, da terra e de tudo o que existe... Quanto a Zeus, Apolo, Artemis, Afrodite, Diana, Esus, Khrisna, etc. São falsos deuses. Viram?

“Dizem mal do que NÃO sabem”
“Estes... dizem mal do que NÃO SABEM...” (Judas 10).

Blasfêmias! – A única finalidade satânica dessas especulações absurdas acerca de vocábulos, é DESVIAR O FOCO da pregação do NOME de YAHUSHUAH para divagações sem rumo... Não podemos falar Senhor, depois este nome é BAAL. As Palavras ADONAY também não é bem vindo no vocábulo sagrado, pois deriva do ídolo Adonis e outros Vocábulos. Os mesmos Grupos que combatem o vocábulo DEUS, também combatem OUTROS vocábulos, como a palavra AMEN, ADONAY, SENHOR, etc...

Origem e Significado de Algumas Palavras:

D-us [Grego Theos = Hebraico Elohim] é um título de Soberania.
El [Hebraico] é uma abreviatura de Elohim e significa D-us.
Emanuel [Hebraico] significa “Deus-Conosco” e quando o Salvador Yehôshua recebeu o Nome de YEHÔSHUA, se cumpriu a profecia de Is. 7:14 de que o haMashiach seria o próprio D-US-CONOSCO.
Amem [Hebraico] significa “Assim seja” ou “Assim Será”. Yahuh seja louvado.


Última edição por Admin em Sab Fev 27, 2010 10:36 pm, editado 1 vez(es)

Administrador
Admin

Mensagens: 1308
Reputação: -1
Data de inscrição: 13/07/2009
Idade: 52
Localização: Catanduva São Paulo

Ver perfil do usuário http://gideoes-ccb.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum